10 de novembro de 2013

Sabrina Almeida

Esporte: Wellness


Atualmente existem muitas categorias no esporte fisiculturismo, e uma delas é a categoria “wellness”, na qual uma gaúcha está representando muito bem o nosso estado. Saiba um pouco mais sobre a atividade e a vida de Sabrina e a sua trajetória de vida.

A categoria Miss Wellness existe somente no Brasil devido a uma razão: exalta a beleza da mulher brasileira, buscando um maior volume na região do glúteo e das coxas. Nessa categoria, as atletas são avaliadas da seguinte forma: inicialmente a aparência deve ser de uma mulher saudável, que pratique musculação; além disso, ela deve demonstrar simpatia, beleza e carisma no palco.

Tratando de termos técnicos, as atletas devem ter um maior volume de massa muscular magra nas coxas e no glúteo e um volume menor nos membros superiores. Não deve ter um nível de definição muito avançado, os músculos devem ser aparentes, mas não “marcados”. O abdômen, da mesma forma, não deve estar com a musculatura muito aparente, com vincos profundos. Esses fatores, mais a presença de palco, são os pontos cruciais de avaliação de uma atleta “wellness”.

 

Ficha:

Nome: Sabrina Almeida

Idade: 25 anos

Natural de: Porto Alegre

Altura:1,57

Compete na categoria: Wellness até 1,58 ou 1,63, depende do campeonato.

Patrocinadores ou apoiadores: Ainda em processo com patrocinadores, e Flex Nutrition como apoio.

A paixão pelos esportes em geral vem desde pequena: surfa desde os 14 anos de idade, e desde aquela época já sabia qual seria a sua profissão. Entrou para a faculdade de Educação Física com 17 anos recém-feitos, e seus pais eram contra, pois diziam que era uma profissão que não daria o retorno financeiro esperado. Acabou indo morar em Florianópolis, onde cursou um ano de Fisioterapia, para que eles aceitassem melhor, mas desistiu alegando que, se não fizesse o que gostava, não faria curso algum. Sabrina sempre foi adepta da musculação, mas a paixão veio de depois de trabalhar em uma academia em Porto Alegre, na qual havia professores super-renomados no meio do fisiculturismo. Conheceu um treinador que, sempre que conversavam, a incentivava para competições, dizendo que tinha uma ótima genética e poderia competir, pois era focada, fazia dieta, treinava bem e era determinada. Nessa época, admirava a disciplina e o foco das mulheres “fortonas”, mas sempre gostou do corpo mais feminino. O tempo passou, alguns problemas vieram, e não soube administrar a situação; acabou sobrecarregando a rotina, que se resumia a quase 12 horas de trabalho, dietas, treinos intensos de musculação, treinos intensos de corrida, três horas de sono. Por não repor vitaminas e não usar suplementos (não que ela fosse contra suplementos na época, mas preferia não utilizá-los), teve uma fratura por estresse nas duas tíbias, o que a deixou de fora dos treinos por seis meses. Ficou muito chateada, pois treinar e correr eram os únicos prazeres que ela tinha na época. Depois de diversos exames e acompanhamento médico, foi liberada para os treinos em intensidade bem leve. Cada dia era uma superação, vivia um dia de cada vez. Aprendeu e amadureceu muito com isso, descobriu que só se sabe quem são os verdadeiros amigos quando precisamos deles e não temos como oferecer nada em troca. Voltou a treinar mais forte e mudou de academia. Acabou reencontrando aquele treinador que tanto a incentivava, e disse a ele que agora queria ter o físico como o da Eva Andressa, que é uma atleta desse ramo (hoje ela não compete mais, só faz propagandas, mas é uma das mulheres mais bonitas que Sabrina já viu, comentou ela). Certo dia, na academia, soube que haveria, dali a três dias, um campeonato de fisiculturismo, e havia uma categoria das mulheres que ela acompanhava nas redes sociais, que se chamava Miss Wellness e realçava a beleza da mulher brasileira – feminina, com suas curvas naturais e sem muita massa muscular aparente. Como não estava fazendo dieta específica de treino, nem pensou em ir no momento, mas aquele treinador a incentivou; conseguiu com um amigo inscrição e tinta, e foi. Como sempre muito envergonhada diante de muitas pessoas, ao subir ao palco só conseguiu sentir as pernas tremendo cada vez mais. Porém, como já estava ali, pensou “agora não tem volta”. O resultado foi uma surpresa: ficou em terceiro lugar, o que foi uma glória, pois três dias antes nem imaginava estar participando de um campeonato e ainda ter a oportunidade de competir no campeonato gaúcho, que seria dali a 15 dias. Começou uma dieta de treino, diminuiu as frutas, que normalmente come bastante, e passou a ingerir só arroz integral de carboidrato e frango com água. Entrou na competição com o físico melhor, e teve mais uma grande surpresa: foi a campeã gaúcha na sua categoria, com a chance de representar o estado em um campeonato brasileiro dali a quatro semanas.  Chegando ao Rio, deparou-se com mulheres maravilhosas, superconhecidas no ramo, garotas que acompanhava a distância e admirava – e estavam ali ao seu lado. Houve a prévia, para que só seis pudessem disputar o título, e conseguiu subir ao palco. Estar entre as seis mais bonitas do Brasil já era uma grande recompensa, mas o melhor ocorreu dentro de poucas horas, quando ouviu o resultado: Sabrina estremeceu as pernas, pois era a Campeã Brasileira Miss Wellness 2013. Tudo valeu a pena, desde a mudança nos hábitos alimentares, anos antes, até o início das dietas, resumidas a batata doce e frango, saint-peter e arroz integral, sem óleo, sem sal, sem nada. Hoje Sabrina sabe que o ser humano é capaz de chegar aonde quiser, é só se dedicar e batalhar pelo seu objetivo, seja ele qual for. “Com humildade, caráter, sem passar por cima de ninguém e fazendo o bem, tudo dá certo.”

Para entrar em contato com a atleta Sabrina, ela estará a disposição no e-mail: Sabrina.almeidan@hotmail.com

Foto: Estúdio Sports Mag