Osteopatia na pubalgia

A Pubalgia muitas vezes é caracterizada como sendo uma lesão muito comum em homens, principalmente jogadores de futebol e corredores. O púbis é um dos ossos que constituem a bacia, além do iíaco e do ísquio, sendo localizado na região anterior e mediana da pelve.

Caracteriza-se por dor na região púbica, podendo ser irradiada para a coxa. Muitas vezes ela está associada aos esportes que utilizam mais um lado do corpo para se movimentar, como, por exemplo, a esgrima ou o tênis, devido ao desequilíbrio muscular abdominal. Pode estar associada também a uma tendinite verdadeira dos músculos adutores da coxa, pois estes se inserem no púbis.

Existem casos em que a pubalgia decorre de uma hérnia inguinal. Na maioria desses casos, o único tratamento é a cirurgia. A dor ocorre porque o ligamento inguinal, onde existe a hérnia, se insere na sínfise púbica, ou seja, no local dolorido.

A osteopatia pode ajudar numa pubalgia, pois podemos ter uma disfunção que pode gerar essa dor. Já tiveram casos em que a pubalgia estava associada a uma restrição de mobilidade de sacro, pois este está se articulando ao osso do ilíaco, que faz parte dos ossos da bacia, gerando assim uma dor associada no local.

As vísceras pélvicas também podem ser uma causa da dor, como, por exemplo, uma disfunção de bexiga, que, por meio das fascias, influenciará o ligamento sacro-reto-genito-vesico-pubico e, como o nome diz, estará no local onde o sintoma aparece, mas não será a causa.

Como mencionado anteriormente, o púbis pode estar sofrendo compensações de várias áreas ao seu redor, porém não podemos descartar uma disfunção nesta articulação, já que ela se movimenta e é ponto de fixação para vários músculos e ligamentos, como o músculo reto abdominal. Com isso, se ele está em disfunção, poderá gerar um desconforto local ou até mesmo em outras regiões.

A osteopatia ajuda na pubalgia, pois uma disfunção articular próxima ou distante a essa articulação pode gerar uma compensação muscular e articular, gerando dores localizadas ou irradiadas na articulação púbica.

Posso ficar escrevendo várias causas de dor púbica devido a diversas disfunções em diversos locais do corpo, mas o importante mesmo é que a pessoa que apresentar essa sintomatologia procure um profissional adequado, pois só está habilitado a identificar o que está causando, o que é recomendável ou não.