11 de julho de 2016

Dream Team do Passinho lança clipe dirigido por Lázaro Ramos

unnamed

Foto: Divulgação //

O Dream Team do Passinho está atravessando fronteiras e criando pontes culturais. Depois do sucesso do último videoclipe, “De ladin”, o grupo celebra o universo black e a cultura das favelas cariocas na nova música, “Vai Dar Ruim”, que ganhou clipe dirigido pelo ator Lázaro Ramos.

Para lançar o novo trabalho, o grupo musical das favelas do Rio de Janeiro foi para São Paulo fazer um ensaio fotográfico com Bob Wolfenson usando dashikis exclusivos do designer americano Christopher Calyb. O estilista do Alabama mistura a bata multicolorida, típica das comunidades islâmicas da África Ocidental, com elementos ultra urbanos típicos do hip-hop americano.

- Os guetos do mundo inteiro se comunicam, pelas afinidades e pelas redes sociais. A gente conheceu o Christopher pelo Instagram e fizemos a proposta de parceria na cara de pau mesmo! E a afinidade foi imediata! A favela tem isso, ela te dá liberdade de ousar na moda e na vida. Estamos sempre buscando algo novo. Quem diria que os pretinhos fariam um ensaio com um dos maiores fotógrafos do mundo? Ou que iriam fazer parceria com um estilista gringo? – comemora Lellêzinha, única mulher do grupo.

Após conferir o resultado do ensaio, Calyb assinou embaixo da identidade de ícone fashion do Passinho: “Eles arrasaram, como sempre! Amei o resultado e agradeço muito pela oportunidade de ter trabalhado com artistas tão incríveis”.

O ensaio com grandes nomes da moda entrega parte da estética multicolorida do novo videoclipe, que já caracteriza o grupo. Sob a direção de Lázaro Ramos, O Dream Team do Passinho mergulhou de cabeça na cultura black e trouxe videoclipe que promete repetir o feito de “De Ladin”, que já alcançou quase 7 milhões de visualizações. Com figurino assinado por Antonio Schuback, o quarteto gravou cenas em uma festa no Rio de Janeiro com pegada alternativa, afropunk. Segunda música de trabalho do álbum “Aperte o Play!”, lançado no ano passado, “Vai Dar Ruim” une o piano e o funk, numa mistura digna de pano de fundo para a gíria carioca. Com os vocais singulares de Mike e o charme de Lellêzinha, o “passinho do pianinho” chega para mostrar que música e estilo nunca se deram tão bem.