3 de dezembro de 2015

Pepsi on Stage apresenta Planet Hemp

Planet 1 Washington Possato

Foto: Washington Possato //

Adivinha doutor, quem está de volta na praça? Um dos nomes mais polêmicos da música brasileira, que lotou todos os lugares por onde passou na sua turnê de reunião, entre 2012 e 2013, retornará ao Pepsi on Stage, no dia 4 de dezembro, para mais uma apresentação da turnê “O Ritmo e a Raiva”, que em breve vai virar também um DVD.

O grupo carioca, liderado pelos rappers D2 e BNegão, voltará ao nosso palco com mais um dos seus shows memoráveis, agressivos e com a energia de sempre, na dose certa. Além do repertório do disco “Usuário”, um dos álbuns mais transgressores da música brasileira na década de 90, o Planet Hemp vai incluir no set-list muitas outras composições que marcaram a história do rock e do hip hop nacional, como “Adoled (The Ocean)”, “Queimando Tudo” e “O Sagaz Homem Fumaça”. Quem já viu ao vivo sabe mundo bem: impossível ficar em casa!

PLANET HEMP

A curta carreira do Planet Hemp esteve envolvida com sucessos e muita polêmica. Com um estilo pioneiro no Brasil, que misturava rap e rock, Marcelo D2 (vocal), BNegão (vocal), Black Alien (vocal e DJ), Rafael Crespo (guitarra), Formigão (baixo), Zé Gonzales (DJ) e Pedrinho (bateria) conquistaram rapidamente o reconhecimento da crítica e do público. O álbum “Usuário”, de 1995, premiou os caras com Disco de Ouro e impulsionou o nome da banda a partir de sucessos como “Legalize Já”, “Mantenha o Respeito” e “Fazendo a Cabeça”.

O grupo se mostrava completamente antenado com as novas tendências do rock norte-americano e buscava influências da cultura negra como meio de renovação. Os shows eletrizantes e a postura ousada do seu líder Marcelo D2 transformaram a filosofia do Planet Hemp quase que numa religião. A turnê do segundo disco, com o profético título “Os Cães Ladram mas a Caravana Não Para”, levou multidões aos shows e condecorou o Planet Hemp com o Disco de Platina.

Cada vez mais reconhecidos como um grupo à frente do que era feito na época, a tensão entre o discurso da banda e as autoridades culminou com a prisão dos integrantes do Planet Hemp durante um show em Brasília, em 1997, por uma suposta apologia às drogas. Mas o tiro saiu pela culatra. Com a prisão, políticos, ONG’s e artistas se levantaram contra a arbitrariedade da polícia. O Planet Hemp, com músicas nas rádios e com discos esgotados em muitas lojas, iria se tornar uma das bandas nacionais mais famosas e respeitadas a partir daquele momento.

Entre idas e vindas, os integrantes do Planet Hemp pegaram os fãs de surpresa ao anunciarem uma turnê comemorativa dos vinte anos da banda, em 2012. Depois de vários shows com ingressos esgotados, vistos por mais de 100 mil pessoas, incluindo uma passagem pelo festival Lollapalooza Brasil, a turma resolveu gravar um DVD para registrar o momento. O material foi filmado em duas noites de show no Credicard Hall, em São Paulo, em julho em 2013, e será lançado sob o título “O Ritmo e a Raiva”. A data que o DVD chegará às lojas ainda não foi anunciada.