28 de novembro de 2015

4 motivos para descobrir o patrimônio cultural de Quito

Plaza Grande - Centro Historico - Quito Turismo
La Ronda - Quito Turismo
Iglesia de San Francisco

Fotos: Divulgação //

Com mais de 3 km2, o Centro Histórico de Quito, no Equador, conta com construções fascinantes, que remetem aos períodos coloniais e que o tornam o maior e mais bem conservado de toda a América Latina.

São 130 edifícios monumentais e 5.000 imóveis registrados como bens patrimoniais. Essa extraordinária riqueza foi o motivo para a capital ser escolhida como Primeiro Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1978.

Em 2015, esse reconhecimento completa 37 anos e a encantadora cidade ainda mantém sua essência patrimonial em edifícios, na gastronomia e nos artesanatos tradicionais.

Confira quatro razões para desbravar todo esse patrimônio cultural:

1. Lugares históricos

Quito convida seus visitantes a um roteiro pela magnífica história da cidade, contada por suas 29 igrejas e capelas, 10 monastérios, 17 praças e 12 museus. Entre os destaques estão a Igreja Compañía de Jesus, uma obra-prima do estilo barroco nas Américas; a Plaza Grande, núcleo de importantes acontecimentos históricos; o complexo religioso de São Francisco e o bairro de La Ronda, onde se destacam os artesanatos tradicionais, além de museus e espaços culturais.

2. Árvores centenárias

A capital do Equador conta com uma extensa variedade de árvores com mais de 100 anos, que testemunharam grande parte da história quitenha. Guabos, magnólias, palmas australianas, araucárias e murtas estão espalhadas por todo o destino, entre elas espécies locais e outras provenientes de diferentes países. Os amantes da natureza e também da história não podem deixar de contemplar um passeio especial nos inúmeros parques da cidade e percorrer as árvores mais antigas de Quito.

3. Cozinha patrimonial

A culinária quitenha é uma mescla de sabores e aromas que se originaram em épocas pré-hispânicas, sincretizaram-se no período colonial, amadureceram na etapa republicana e, hoje, incorporam-se às técnicas culinárias contemporâneas. Essa mistura de influências resultou em pratos típicos muito apreciados por visitantes de diferentes partes do mundo, como o locro de batatas, o doce de figo com queijo, o hornado, entre outras delícias da gastronomia local.

4. Artesanato tradicional

Importantes artes que desafiaram o tempo e a modernidade estão presentes em Quito. O bairro de La Ronda abriga as mãos hábeis de artesãos que, com empenho e criatividade, fabricam brinquedos de hojalata, chapéus, doces típicos e enfeites de decoração. Deslumbre-se com o conhecimento desses guardiões do patrimônio imaterial da cidade.

Para mais informações em espanhol, acesse www.quito.com.ec