6 de novembro de 2013

Destino: ser feliz! Por Cris Berger

09-02-_dsc0018
09-04-_dsc3117
09-01-hotel

Férias à vista! Oba! O final do ano chega com os merecidos dias de descanso. De 24 de dezembro a 2 de janeiro, não dá para trabalhar, nem que se queira. O mundo para, a não ser que você seja jornalista, médico, trabalhe com turismo ou tenha uma profissão que não siga o calendário habitual. Nesse caso, é relaxar e esperar “seu lugar ao sol chegar”.

Há também quem ache besteira sair de casa nesses dias, afinal, tudo vai estar três vezes mais caro e cem vezes mais cheio. Mas digamos que o réveillon seja uma época única para você e, mesmo com todos os contras, o pró de passar a virada de forma especial o faça resolver celebrar a chegada do novo ano em grande estilo. Bem, nesse caso o negócio é procurar o despertar (em francês: réveillon) no lugar que seja sua cara.

As opções são muitas! Frio ou calor? Litoral ou serra? Cheio de gente ou o mais vazio possível? Uma viagem introspectiva? Gastronômica? Esportiva? Para curtir um amor, fazer festa com os amigos ou estar com a família? É, existe mais de uma forma de ser feliz. Mas uma coisa é certa, a gente não pode abrir mão de passar o final de ano com o coração alegre, pouco importa se você vai usar branco ou vermelho, pular ondinhas e comer lentilha ou nada disso. Mas faça do seu despertar um momento único e comece o ano com bons pensamentos e a certeza de que a vida é repleta de momentos que valem a pena! O que importa é a gente se emocionar e viver o momento!

Os leitores da Sports Mag estão cansados de saber que sou autora da série de livros “69 Lugares/Horas”. Não é verdade? Pois então eu vou usar o meu “69 Lugares para Amar” (volume 2) para dar algumas dicas de lugarzinhos queridos para “despertar”. Nesta reportagem, vou “colar de mim mesma”, mas como não cabe tudo aqui, vou focar em lugares à beira-mar. Ok? Preparados? Vamos lá!

Verão, calor, praia. Com essa trilogia, conseguir um destino sem uma alma viva é mais difícil nessa época do ano. Afinal, todo mundo ruma para a praia, parece procissão. Bem, você já sabe, leve paciência, tolerância e protetor solar!

Rio de Janeiro, Punta del Este e Santa Catarina são boas opções para desfrutar da estação mais quente do ano. Se você optar pelo Rio e seu budget for generoso, fique no hotel Fasano. Ele está na beira da praia de Ipanema, tem quartos com vista para o Arpoador decorados por Philippe Starck, uma piscina na cobertura de babar e serviço de praia! Um luxo!

Não é o caso de gastar tanto? Ok, há opções mais acomodadas. Eu sugiro a Pousada Vila do Bosque, em Bombinhas, Santa Catarina. O atendimento é nota dez, as suítes são charmosas e confortáveis, e ela fica relativamente perto da praia. E falando nela, as praias (várias) da Costa da Esmeralda são lindas, com águas claras, algumas com ondas, outras boas para o mergulho com snorkel ou cilindro. Ah, tem algo que adoro nessa região: as trilhas! Do topo delas, a vista é um deleite, dessas que renovam a alma!

Ainda pelo estado de Santa Catarina, sugiro dois lugares que adoro: pousada Solar Mirador e Hospedaria Ponta da Piteira. O Solar Mirador fica na Praia do Rosa e tem uma vista de arrepiar, sempre falo dela, e quando me lembro chego a suspirar. Gosto tanto das suítes com sacadinhas (algumas com jacuzzi private), do deque com piscina, da sauna, dos tatames, das mesinhas, dos guarda-sóis e das delícias do restaurante Urucum, que serve peixes e frutos do mar fresquinhos, que quase não vou à praia. Ela está ali, posso vê-la, adoro admirar a lagoa e o mar, a canoa da pousada que leva os hóspedes, em um delicioso passeio, de lá pra cá. Mas ainda assim me deixo ficar, um pouco mais, no alto, na tranquilidade e no sossego! Importantíssimo: faça amizade com a Suzaninha e o Beto, eles são o que chamo de “felizes proprietários” e os melhores amigos que uma pessoa pode ter!

Ainda por essas bandas, já chegando a Ibiraquera, está a Hospedaria Ponta da Piteira! São apenas três casinhas, com muita madeira de demolição e pedras gris, cada uma com um quarto imenso e um janelão que dá de frente para a lagoa, as montanhas e o mar! Outro cenário que nos faz levitar! Se você está em clima de romance, vou contar que vai ser difícil sair do quarto! Ele te abraça e proporciona que o amor seja celebrado com aconchego e privacidade. Pela hospedaria você pode nadar na piscina aquecida ao ar livre (não importa o horário do dia); à noite ela fica iluminada e vai mudando de cores! O bistrô serve pratos feitos na hora (as saladas e legumes vêm da hortinha), tem um telão onde são apresentados shows, num clima intimista, iluminado à luz de velas.

Antes de partir para o Uruguai, uma última parada em Florianópolis. No centrinho da Lagoa da Conceição, onde você nunca imaginaria ter um recanto com muito mais do que sombra e água fresca, está a Quinta das Videiras. Essa pousada com arquitetura açoriana é uma graça. Cada suíte tem o nome de um tipo de uva, todas são pra lá de confortáveis e bem decoradas, e para refrescar tem piscina e um spa muito gostoso. O café da manhã merece ser tomado embaixo do parreiral ‒ deu pra sentir o clima bacana?

Tá, sua bússola aponta para Punta del Este, para o glamour do balneário uruguaio. Prepare o bolso! Punta é cara, mas se você não está apertado, acho um belo investimento. Inclusive escrevo de dentro do avião, indo para lá fazer as últimas fotos do meu pocket book “69 Horas em Punta del Este”. Adoro a península tanto quanto a Barra e José Ignácio, cada pedacinho tem sua própria personalidade. O bacana é que Punta entra no perfil de tanta gente de uma vez só. Na Praia Mansa não tem ondas, na Praia Brava os surfistas se divertem nas ondulações mais fortes, a Barra é charmosa com paradores, na praia de Bikini os corpos mais sarados desfilam e em Montoya tem um pouco de tudo. José Ignácio é mais distante e encantador com sua personalidade de praia menorzinha e ultracharmosa. Daí vem a gastronomia, que é bárbara, os cassinos, as lojas de grife, a vida noturna, a rambla, para correr, e o pôr do sol, que emociona de tão lindo! Sem esquecer, é claro, que lá está a La Fiesta, a festa mais badalada da península uruguaia, frequentada por brasileiros. Onde ficar hospedado? Caso seu desejo seja algo próximo do paraíso, escolha entre o Fasano Las Piedras, na Barra, e a Playa Vik, em José Ignácio. Lugares que nos fazem querer nunca mais sair de lá…