7 de maio de 2015

Vêneto, na Itália, é ideal para viagem versátil

foto gondole e San Giorgio

Foto: Divulgação //

Região mais procurada do país oferece cultura, arte, esportes, relaxamento, praias, montanhas e religiosidade.

Não é à toa que o Vêneto, destino mais procurado da Itália e o quinto mais visitado da Europa, atrai mais de 62 milhões de turistas por ano. Com quase cinco milhões de habitantes, a região do nordeste da Itália tem tudo aquilo que os estrangeiros pensam quando se fala nesse apaixonante país: os lugares históricos, as paisagens naturais encantadoras, a arte abundante, a arquitetura que impressiona e, é claro, a deliciosa e mundialmente famosa enogastronomia italiana.

Mas isso é só uma parte do que o Vêneto tem a oferecer para seus visitantes. A versátil região de 18,4 mil km² é palco de todo o tipo de atividades para agradar qualquer turista e evitar as viagens monotemáticas. Saindo dos spas de águas termais de Pádua e percorrendo 80 km para o leste, chega-se às lindas praias de Veneza. De lá, a apenas 160 km para o norte encontra-se um lugar completamente diferente: as montanhas, onde é possível esquiar no inverno e fazer caminhadas e andar de bicicleta no verão.

Tamanha versatilidade é explicada pela geografia, uma vez que o Vêneto é formado, em grande parte, por planícies, mas ainda assim possui muitas colinas e montanhas e 150 km de costa no mar Adriático. Por isso, visitar a região é ter uma vasta gama de opções do que fazer, como praticar golfe, equitação, esportes aquáticos ou de inverno, fazer passeios de bicicleta ou barco, cuidar do corpo e da mente em spas e até fazer turismo de pesca ou turismo religioso. Tudo isso regado pelo melhor da enogastronomia italiana, principalmente com as produções locais de queijos, frios, vinhos e azeites de qualidade.

Para completar, o Vêneto é lar de grandes artesões italianos, responsáveis pela famosa indústria de eyewear do país, com óculos sofisticados de estética refinada, a indústria da moda e os ourives, que produzem joias que enchem os olhos.

A terceira região mais rica da Itália é conhecida pelos encantos de Veneza, essa cidade única, famosa por seus monumentos e suas gôndolas. Também abriga a muito romântica Verona, lar de Romeu e Julieta, onde é possível conhecer a casa da heroína de Shakespeare. A província de Belluno é onde fica Cortina D’Ampezzo, um dos melhores e mais disputados centros de esqui do mundo, com 140 pistas e mais de 80 km de crosscountry. Já Pádua é um oásis, com suas águas termais e spas, além de possuir o incrível Jardim Botânico, que é patrimônio da UNESCO.

Visitar as sete províncias de Vêneto, com seus 581 municípios encantadores e cheios de história, é viajar imerso em cultura, arte e arquitetura, relaxar e comer bem, desfrutar de bons momentos e poder realizar atividades diferentes a cada dia.