6 de novembro de 2013

Verão na Costa Esmeralda

02-03-dgm_9826
02-02-dgm_0513
02-01-dgm_0648

Por Cris Berger

Num desses feriados me dei alguns dias de folga (jornalista não tem feriado nem final de semana) e fui conferir a Pousada Vila do Bosque, em Bombinhas. Convidei meu amigo Fabio Barbieri, o Bibo, para checar comigo o que a Costa da Esmeralda tem de bacana. Chegamos no final de tarde de um sábado depois de um voo tranquilo até Navegantes. Nos pareceu tão decente fugir da BR-101 e cumprir Porto Alegre — Santa Catarina até nosso destino final em cerca de duas horas.

Raio X

Em Porto Belo estão os melhores restaurantes, Bombas e Bombinhas foram invadidas por lojas e pousadas, mas a praia segue linda. Quatro Ilhas e Mariscal são mais tranquilas e bem frequentadas. O que fazer por lá? Anote aí: passeio de buggy, trilha pelos Morros do Macaco e Eco 360, comer muito peixe, frutos do mar e tomar loiras geladas e mergulhos nas águas calmas da Costa Esmeralda. Tente agendar um mergulho na Ilha do Arvoredo.

O ponto alto desses dias de verão no litoral catarinense foram  os grandes e bons amigos que fizemos, e nos mostrou o outro lado da costa, da gente que vive por lá, que sabe os melhores lugares para ir. Nossos anfitriões e “guias”: Fernando e Neca, os proprietários da Pousada Vila do Bosque onde ficamos hospedados, montaram uma agenda daquelas para nós.

Do que eu mais gostei na pousada foi sua localização, ela fica incrustada na mata, no pé da montanha, e apesar de estar a apenas 500 metros do mar parece tão reservada. O jardim é lindo, cuidado com esmero. São 12 apartamentos no estilo sobradinho.

Cada um deles acomoda bem um casal e ainda tem uma salinha com sofá-cama. Dá para ir com família, amigos e é perfeita para estar a dois, pois é uma gracinha, tem um quê de romântico no ar. Para casais em lua de mel oferece decoração com flores, espumantes e chocolates. Mimar os hóspedes parece ser prática da casa, na chegada fomos presenteados com um cálice de espumante e um cartão de bem-vindos, à noite é servido chá numa bandeja com bolachinhas, oferece abertura de cama, deixa um Ferrero Rocher em cima do travesseiro e manda a previsão do tempo.

Eu e o Bibo adoramos o café da manhã que é servido no quarto! Na noite anterior basta dizer o horário em que se deseja receber os quitutes. Frios enroladinhos, pães fresquinhos, bolos caseiros (eu me atirei na nega maluca), granola e iogurte, suco feito na hora e os pães de queijo que chegam quentinhos!

Um dos dias choveu. Que ótimo. Ninguém precisa sair correndo do chalé e dá para curtir o barulhinho da chuva caindo, na sacada tem rede e churrasqueira — perfeito para momentos de leitura. A mata nativa é vizinha e parece que faz parte da decoração. Foi num desses dias em que não existia compromisso com o sol que resolvemos conferir o restaurante Ilha de Pirão, em Porto Belo, do Luciano e da Ana. Que bela surpresa e que orgia gastronômica, eu recomendo a moqueca de siri e um tempinho para conversar com o Luciano, figura inteligente e espirituosa.

Não saia de lá sem fazer um passeio de buggy com o Kiko, da Casa do Turista. Olha, ele é uma das pessoas mais engraçadas que eu já conheci. O clima é city tour com aventura pelas praias. Nesta andança — sentindo o vento no rosto — acabamos o dia em uma prainha especial, do Caixa D’Aço, bem pequena, passando o Araçá, em Porto Belo. Águas calmas e os barquinhos coloridos dos pescadores como cenário.

Quando a gente pensa em Santa Catarina não vem à mente um bar à beira-mar que sirva peixe fresco e de preferência cerveja de qualidade? Pois saiba que este idílico panorama se encontra na praia de Zimbros, onde está o Tatuíra, um lugar completamente despretensioso que fica numa antiga garagem de barcos ou seja está quase dentro d’água. Na decoração, elementos do mar e usados pelos homens do mar. Vale começar com a Lula Loy, que é espetacular, o segredo é o tempero! E um detalhe muito importante: eles servem cerveja Eisenbah. Com sol a ordem é pedir uma mesa na areia escutando o quebrar das marolas e beliscando lulas, ostras e camarões.

Ainda pensando em programinhas gastronômicos? Escolha um dia para ver o pôr do sol de cima do bar Zoco (que fica na frente do Bali Hai) em Porto Belo, a vista é linda e o clima superdescolado — no cardápio, menu degustação de dar água na boca. Na temporada tem música lounge, o deque enche de gente bonita e o dia dá lugar à noite no maior estilo.

Para equilibrar tantas calorias faça as trilhas do Morro do Macaco e do Eco 360. Em ambas a vista é deslumbrante e dá para entender um pouco mais da singular geografia desta península. E claro, corra de uma ponta a outra de Bombas e Bombinhas, areia dura, horizonte largo e umas subidinhas no meio do caminho para dar mais graça!

Serviço:

Pousada Vila do Bosque www.viladobosque.com.br

Casa do Turista (passeios de buggy) www.casadoturista.com.br

Tatuira www.tatuirapetisqueira.com.br

Zoco – 47 – 9979.0881

Ilha de Pirão (47) 3369.4941