Allam Khodair supera campeão da WEC e estabelece novo recorde em Paul Ricard

Com a marca de 2min01s709, Japonês Voador repete o feito de Barcelona e é novamente o piloto maias rápido da GT Open na Europa.

Depois de quebrarem o recorde da pista de Barcelona a bordo da Mercedes AMG GT3 da Drivex, Allam Khodair e Marcelo Hahn voltarm a estabelecer um novo patamar de velocidade na GT Open. Mas desta vez o palco para o show da dupla brasileira que conta com patrocínio da Blau Farmacêutica foi o circuito de Paul Ricard, na França. A marca de 2min01s709 obtida pelo Japonês Voador nos treinos de pré-temporada deste final de semana é agora a mais rápida do circuito francês, superando em 0s937 o tempo do atual campeão da WEC Alessandro Pier Guidi com sua Ferrari 488 GT.

“Estamos muito felizes por mais esta conquista logo no início da temporada. Isso mostra que a equipe conseguiu fazer um grande trabalho de evolução no carro, que está muito melhor do que no ano passado. Além disso, o Khodair está em grande forma, o que coloca nossa dupla como forte candidata ao título deste ano”, disse Hahn, que, ao lado do Japonês Voador, compete na categoria PRO-AM.

Apesar da etapa de treinos livres de pré-temporada contarem com oito sessões, Khodair só foi conseguir estabelecer o novo recorde da pista na última volta da última bateria de ensaios em Paul Ricard. “Foi preciso grande concentração e superação para alcançar este tempo”, comemorou o piloto, que foi aplaudido pelos mecânicos ao sair do carro. E o tempo poderia ser ainda mais baixo, já que o Japonês Voador alcançou o feito sem pneus novos.

“Bater o recorde de Barcelona e Paul Ricard em sequência é uma grande satisfação pessoal. São dois autódromos lendários e, hoje, tenho meu nome gravado neles. Mas esta não é uma realização só minha, mas de toda a equipe e também do meu parceiro Marcelo Hahn, que há muitos anos acredita no meu trabalho e no meu potencial. Quero muito ajudá-lo a conquistar o título deste ano. Ele evoluiu muito, é um dos competidores mais fortes da categoria, e merece muito esta conquista”, finalizou o Japonês Voador.