Daniel Melo é escolhido treinador do ano pela ATP

Foto: Divulgação //

Prêmio foi um reconhecimento pela grande temporada de seu irmão Marcelo, de quem é técnico desde 2007.

A família Melo teve muitos momentos de comemoração nesta temporada 2017 do tênis. Foram seis títulos, 10 finais e a liderança nos dois rankings mundiais de duplas para Marcelo Melo. Agora, mais uma conquista. Treinador do irmão há 10 anos, Daniel Melo foi escolhido “Coach of the Year 2017” pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP). Assim, na parceria entre os irmãos, Marcelo termina como melhor tenista do mundo nas duplas e Daniel como técnico do ano.

O prêmio de melhor treinador de 2017 foi um reconhecimento a Daniel pela temporada de destaque da dupla formada pelo mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, que encerrou o ano como número 1 do mundo. Melo é, também, o atual líder no ranking mundial individual de duplas, seguido pelo polonês, em segundo. O checo Jan Stoces, técnico de Kubot, recebeu a mesma premiação de Daniel. Assim, Marcelo, Kubot, Daniel e Stoces formam hoje o melhor time do mundo de duplas.

“O ano de 2017 foi excepcional para a dupla, com a conquista de títulos expressivos e inéditos. Desde 2007, eu me dedico ao trabalho focado nas duplas, treinando o Marcelo. Ter recebido esse reconhecimento por parte da ATP é muito gratificante. Uma honra para mim”, afirmou Daniel, 40 anos, seis anos mais velho que o irmão.

Ao longo desse período, Daniel esteve presente em todos os 28 títulos conquistados na carreira de Marcelo, entre os quais os Grand Slam de Wimbledon, nesta temporada, e de Roland Garros, em 2015, e oito Masters 1000, assim como as lideranças no ranking mundial.

Daniel parou de jogar após 10 anos como tenista profissional, depois de uma lesão no menisco. Desde 2007, como treinador, viaja com Marcelo para os principais torneios do calendário e o acompanha ao longo de toda a temporada. Nessa parceria vitoriosa, uma rotina de muito trabalho, respeito, confiança e companheirismo, dentro e fora da quadra, trazendo como resultado as muitas conquistas. Como a de agora, como melhor técnico do ano.