Guilherme Muller garante a quarta colocação do Pan-Americano de MTB na Colômbia

O município de Pereira, na Colômbia, recebeu no último fim de semana a principal competição de mountain bike do continente, o Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike de 2018.

Após uma largada difícil, Guilherme conseguiu disputar as primeiras colocações da prova e concluiu as seis voltas no circuito de 4,1 km em 1h27min20. Além da vitória de Cocuzzi, em 1h24min50, o pódio da elite masculina contou ainda com costarriquenho Carlos Herrera e o argentino Catriel Soto, em 1h25min35 e 1h26min50, respectivamente. Avancini completou em sétimo, em 1h27min30, e Rubinho concluiu em nono, em 1h28min10. O Shimano Sports Team teve também José Gabriel Marques (Groove/Shimano), em 12º na elite, e Sherman Trezza (Cannondale Brasil Racing) abandonando a prova na metade final. Mario Couto (Sense Factory Racing) foi o sétimo da sub-23.

“Foi uma prova bem disputada em um circuito bem complicado para fazer ultrapassagens. Alinhei na terceira fila e tinha tudo para fazer uma boa largada, mas um atleta na frente acabou escorregando e eu fiquei preso atrás dele. A estratégia de ganhar tempo no início ficou para atrás. Iniciei provavelmente na 12ª posição e mantive a calma, para ir recuperando posições. Fiz força em lugares importante e isso fez diferença. Nas duas últimas voltas entrei no top 5 e dei o máximo para segurar este quarto lugar”, destacou Guilherme.

“Vim em busca de um top 5, sabia que seria muito difícil. Por isso, saio da Colômbia feliz demais com meu resultado, apenas 30 segundos atrás do pódio. Volto para o Brasil contente com minha performance e com meu crescimento dentro da prova, sempre bem concentrado e também psicologicamente”, concluiu o atleta Shimano, que tem sua bike equipada com componentes XTR Di2 da Shimano, de transmissão de marchas eletrônica.