Igor Amorelli é o grande campeão do Ironman 70.3 Equador

Igor Amorelli é o grande campeão do Ironman 70.3 Equador, realizado no último domingo, em Manta.

Completando os 1.9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21.1 km de corrida em 3:52:30, o catarinense chegou ao seu segundo título na temporada e ao quarto pódio em quatro provas disputadas no ano, mostrando uma consistência impressionante. Com a vitória em Manta, Igor soma agora oito título no Circuito Mundial de Ironman, sendo seis em provas de 70.3 e dois em Ironman.

“O resultado foi muito bom e condiz com o que temos feito nos treinamentos visando o Mundial de Kona. Acertei a prova e consegui ter um bom equilibro nas três disciplinas. Esse ano mudamos algumas coisas no treinamento e parece que está dando certo. São quatro provas com quatro pódios e dois títulos”, avalia Igor. “Estamos no caminho certo, acredito que esse é o ano mais constante da minha carreira, mas como sempre falo, de nada adianta se não formos bem nos mundiais”, completa o triatleta.

A vitória em Manta foi construída com uma prova bem estratégica e convincente do catarinense. Como é de costume Igor forçou na natação e saiu d´água no pelotão da frente, ao lado dos australianos Tim Rea e Paul Matthews e do chileno Roberto Rivera. No ciclismo, o brasileiro atacou desde o início e na transição para a corrida já liderava com pouco mais de um minuto de vantagem sobre a dupla da Austrália, entregando os 90 km do ciclismo com o melhor parcial do dia (2:08:18 – 42,35km/h)

Regulando bem a prova, Igor manteve a ponta durante toda a corrida sempre ampliando a vantagem sobre os adversários. Marcando  melhor parcial da prova também na corrida (1:17:49 – 3:43min/km), Igor fechou a prova na primeira posição, três minutos à frente de Tim Rea e com mais de sete minutos de vantagem sobre Paul Matthews.

“A prova foi muito boa pelo que nos propomos a fazer. A parte final do pedal teve um pouco de vento, mas nada que atrapalhasse muito. A corrida também foi boa, podia ser um pouquinho mais baixo, mas estava dentro do planejado. Eu não descansei nenhum dia desde o Ironman Brasil e os treinos estão indo muito bem”, enfatiza.

Mais um compromisso antes dos Mundiais

Após duas vitórias e dois vice-campeonatos em 2018, Igor tem pela frente mais uma prova de 70.3 antes dos dois mundiais. “Estamos avaliando ainda qual será o último evento antes do Mundial na África do Sul (70.3), mas bem provável que seja uma prova nos EUA. Ou Santa Rosa, Califórnia (28 de julho) ou SteelHead, Michigan (12 de agosto)”, afirma Igor que na sequencia encara o Ironman 70.3 World Championship (02 de setembro), em Porth Elizabeth (AFS), e depois o Ironman World Championship (13 de outubro), em Kona (HAV).