World Surf League volta a Mar del Plata com o Rip Curl Pro Argentina

A peruana campeã mundial da WSL em 2004, Sofia Mulnovich, estará competindo pela primeira vez na etapa argentina do WSL Qualifying Series nos dias 27 de março a 1º de abril.

Um ano depois do melhor evento internacional de surfe realizado na Argentina, a World Surf League volta a Mar del Plata para promover a sexta edição do Rip Curl Pro Argentina. Na Semana Santa, de 27 de março a 1.o de abril, serão disputadas uma etapa do QS 1500 para os homens e uma do QS 1000 para as mulheres na Playa Grande de Mar del Plata.

A menos de um mês para o campeonato começar, a lista de inscritos para o segundo evento promovido pela WSL South America valendo pontos para o ranking sul-americano, já tem competidores do Brasil, Chile, Uruguai, Equador, México, Estados Unidos, Nova Zelândia, Itália, Peru e logicamente um grande número de surfistas da Argentina, que farão o possível para que o título fique em casa pela primeira vez, pois até agora todos foram vencidos por brasileiros.

Serão duas estruturas montadas na Playa Grande, para que o evento aconteça nas melhores condições de ondas possíveis. O primeiro em Biologia, em frente ao Biologia Surf Club. O outro no Yacht com Quba como sede. Com isso, o Rip Curl Pro Argentina promete rolar em alto nível de surfe e com fortes emoções durante a Semana Santa em Mar del Plata.

A rainha Sofia Mulanovich estreia na Argentina

A peruana Sofia Mulanovich, que em 2004 conquistou os títulos de campeã mundial da World Surf League e da ISA também, é uma das atrações do Rip Curl Pro Argentina esse ano. Será a primeira vez que uma campeã mundial da WSL estará competindo em Mar del Plata. A peruana tinha parado de competir, mas voltou agora para tentar representar o seu país nos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020 e, para isso, precisa retomar o ritmo de competição.

“Eu creio que é um sonho para qualquer atleta participar das Olimpíadas, mas isso tem que ser feito passo a passo”, disse Sofia Mulanovich. “Primeiro, eu quero focar em cada campeonato, em cada onda, para me classificar para os Jogos Panamericanos (Lima 2019) e certamente vou dar o meu melhor para poder chegar a Tokyo”, concluiu a peruana, que foi indicada como nova embaixadora dos Jogos Panamericanos de 2019, que irá acontecer em Lima, no Peru.

Wiggolly Dantas também estará competindo na Argentina

Outro ex-integrante da elite do World Surf League Championship Tour que confirmou sua participação no Rip Curl Pro Argentina esse ano foi o brasileiro Wiggolly Dantas, de Ubatuba (SP). Ele não conseguiu se manter na divisão principal do Circuito Mundial em 2017 e este ano tentará recuperar sua vaga pelo WSL Qualifying Series.

Dantas é um atleta de nível internacional, dono de um backside estiloso e agressivo e o seu surfe se adapta com perfeição a todo tipo de ondas. Há mais de 8 anos, Wiggolly viaja ao redor do mundo para surfar e competir, tendo como característica uma grande concentração para superar as pressões por resultados nas situações mais difíceis das competições.

Organizado pela XXL Sports, o Rip Curl Pro Argentina é um dos principais eventos da perna sul-americana do WSL Qualifying Series. A edição de 2017 marcou o ponto mais alto da sua história, sendo disputado pela primeira vez nas ondas de classe internacional do Yacht, que forçou os surfistas a competirem em outro nível e o nome de Mar del Plata ganhou valorização no mundo pela qualidade das ondas da Playa Grande.

O Rip Curl Pro Argentina será a segunda etapa promovida pela WSL South America esse ano e será transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com