13º Festival Palco Giratório Sesc/POA apresenta mais de 100 sessões artísticas em maio

Evento ocorre entre 04 e 26 de maio, trazendo mais de 50 espetáculos a Porto Alegre; todas as atrações possuem ingressos a partir de R$10.

A arte instiga o senso crítico, expande prismas e convida à reflexão, à troca, ao debate. É o Festival Palco Giratório Sesc/POA que retorna à Capital no mês de maio, fomentando a cena cultural com mais de 50 espetáculos e 100 sessões artísticas durante 25 dias. São atrações de teatro, dança, circo, música, cinema, artes visuais e diversas ações formativas, como oficinas, seminário, encontros e bate-papos. Entre os dias 04 e 26 de maio, apresentam-se na cidade 43 grupos, entre coletivos e artistas locais e oriundos de 13 estados brasileiros, além de uma produção Brasil/França. Muitas destas companhias fazem parte também Circuito Nacional do Palco Giratório Sesc. O Festival é uma realização do Sistema Fecomércio-RS/Sesc e integra a agenda do Arte Sesc – Cultura por toda parte.

Em sua 13ª edição, o evento conta com a presença de grupos de grande bagagem nas artes cênicas, como o Teatro da Vertigem (SP), que completa 25 anos em 2018. A companhia é conhecida pela estética própria dentro do teatro de vivência, ao utilizar espaços públicos – uma igreja, um presídio e até um rio já se tornaram palco para seus espetáculos – como cena e imergir o espectador nesse universo criado. Após mais de uma década sem apresentar espetáculos em Porto Alegre, o coletivo traz a peça “O Filho”, que será encenada no Ginásio do Sesc Protásio Alves (Av. Protásio Alves, 6220), entre os dias 06 e 10 de maio.

A programação do Festival reúne, também, atrações cariocas como “Insetos”, da Companhia dos Atores; “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”, da Cia Barca dos Corações Partidos; “Tom na Fazenda”, dirigido por Rodrigo Portella; e “O Jornal – The Rolling Stones”, com direção de Kiko Mascarenhas e Lázaro Ramos.

Convidar à reflexão sobre a realidade social, em suas diversas problemáticas e facetas, por meio da arte, também é uma das propostas desta edição do Festival Palco Giratório Sesc/POA. Um dos destaques deste ano é a peça “Eles não usam tênis naique”, da Cia Marginal (RJ), formada por atores da Favela da Maré. O trabalho aborda as complexas relações estabelecidas no mundo do narcotráfico, inclusive dentro da própria família. A peça terá apresentação única, no dia 15/05, às 20h, no Teatro Renascença. O grupo participa do 21º Circuito Nacional Palco Giratório.

A música também marcará presença neste Festival, com o espetáculo “Mulamba”. Unindo influências que vão da MPB ao rock, Mulamba (PR) representa um grito de vozes silenciadas que têm muito a dizer. Neste show, munidas de instrumentos de cordas e vocais de peso, o sexteto curitibano apresenta um repertório impactante e inteiramente autoral. Por meio de performances marcantes, o espetáculo traz à tona temas contundentes e emergentes, como empoderamento, assédio, resistência e amor livre, a fim de ressignificar o papel da mulher na sociedade e reforçar o protagonismo feminino na música. O espetáculo será apresentado nos dias 25 e 26 de maio, no Theatro São Pedro.

Além de ser um fomentador cultural com espetáculos e apresentações, o Festival Palco Giratório Sesc/POA também é um agente promotor de diálogos, troca de experiências e conhecimentos. Por isso, entre os focos do evento estão os intercâmbios e conexões e a formação de plateia. Esta edição traz a novidade dos “Encontros com a plateia”, em que grupos realizam bate-papos com a comunidade. No dia 16/05, a Cia Marginal (RJ), participa de encontro com alunos do bairro Restinga. Neste mote de intercâmbio, o Festival também promove o momento “Discutindo a Cena”, breve conversa após os espetáculos.

Ainda no âmbito das atividades formativas, nos dias 06, 12, 15, 24/05, será realizada a “Cena em questão – Oficina Olhares da cena”, ministrada pelos editores do site AGORA – Crítica Teatral, Michele Rolim e Renato Mendonça. Direcionado a acadêmicos e pesquisadores, também é oferecida a experiência do seminário, que nesta edição tem a temática “Práticas de Reinvenção em Tempos de Urgência”. Inscrições para ambas as ações devem ser feitas através do e-mail palcogiratoriosesc@sesc-rs. com.br. Finalizando a programação formativa, no dia 26/05, será realizado o encontro “Crítica, curadoria e mediação cultural”, que reunirá todos os agentes mediadores envolvidos nas atividades formativas do Festival. A conversa propõe análises e reflexões com o público, sobre a cena teatral vista.

INGRESSOS e ACESSOS

Vendas a partir de 18/04/2018, em todas as Unidades Sesc no RS e pelo site www.sesc-rs.com.br/ palcogiratorio.

Atendimento no Sesc Centro

Segunda a sexta, das 8h às 19h45. Sábados, das 8h às 13h.

Ingressos para apresentação do dia

A comercialização no dia do espetáculo se encerra às 13h no Sesc Centro.

Teatro do Sesc: Para os espetáculos que ocorrem no Teatro do Sesc, havendo disponibilidade, a venda segue até o horário da sessão nos dias de semana. Aos finais de semana, as vendas encerram às 13h e retornam 1h antes na bilheteria do Teatro.

Ingressos para demais locais: Havendo disponibilidade, 1h antes na bilheteria do local do espetáculo.

VALORES*:

R$ 10,00 – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac. Estudantes. Classe artística. Maiores de 60 anos**

R$ 15,00 – Categoria Empresários com Cartão Sesc/Senac**

R$ 20,00 – Público geral

* Na compra online os valores são acrescidos da taxa de conveniência.

** Mediante apresentação do Cartão Sesc/Senac e para as demais categorias as devidas comprovações. Obrigatória a apresentação do mesmo na entrada ao teatro.