13 de novembro de 2015

Adriano de Souza se une a Jamie O’Brien no Hawaii

269275_557564_9bf3c4e7c18616ba8e2566a5eb557c54

Foto: WSL //

Às vésperas de grande final da Liga Mundial de Surf, brasileiro fica hospedado na casa de lenda local para treinar visando o título mundial.

No mundo do surf, existe uma lei suprema: nunca mexa com os locais. Ainda mais se você estiver no Hawaii, palco da grande decisão da Liga Mundial de Surf. Por conta disso, Adriano de Souza deu uma tacada de mestre em sua preparação para a final em Pipeline: durante um mês ele será considerado um havaiano. Definitivamente.

Mineirinho decidiu se unir ao “rei” da região, a lenda local Jamie O’ Brien, o famoso JOB, conhecido por, entre outras coisas, ter surfado com uma prancha em chamas. Adriano ficará hospedado na casa de JOB durante todo o período que estiver no Hawaii. “Os locais não costumam dar vida fácil aos turistas, principalmente no que se trata de uma onda. Qualquer ‘cortadinha’ é motivo para briga. E eles brigam mesmo!”, conta o brasileiro, que se diz privilegiado por ter o respeito dos locais.

“Quando você briga pelo mundial, lidera o ranking e mostra para eles que você manda bem, eles passam a te respeitar bastante. Hoje em dia não tenho mais esse problema, mas decidi me garantir, ganhei uma turma e uma torcida!”, brinca Adriano, que está em terceiro no ranking com 49.450 pontos, apenas a 250 de Filipe Toledo e 450 de Mick Fanning. Gabriel Medina e Owen Wright também estão na briga.

“Cada rodada em Pipeline será como uma decisão. Não tenho dúvidas que esta pode ser a etapa mais emocionante da história, mais até que no ano passado. São os cinco melhores surfistas do mundo na atualidade e é impossível fazer qualquer tipo de previsão. Só quero fazer uma: a que vou ganhar!”, completa Mineirinho. A janela da etapa de Pipeline se abre no dia 8 de dezembro.