2 de novembro de 2015

André Bretas é o campeão do Brasil Enduro Series 2015

268167_553825_podio_pro___ximiti

Foto: Ximiti //

Segunda colocação em Petrópolis (RJ) garante ao valadarense Bretas o título inédito em sua carreira, da competição pioneira de Enduro MTB do Brasil.

A região do Vale das Videiras, em Petrópolis, recebeu com festa no fim de semana os cerca de 170 participantes da terceira e última disputa do Brasil Enduro Series em 2015. Na tarde do domingo, foram conhecidos os campeões da etapa e também do ranking geral, acumulando os pontos da abertura, em Nova Lima (MG), da prova intermediária, em Urubici (SC), e da decisão na cidade serrana do Rio de Janeiro. Tetracampeão nacional de Downhill, Bernardo Cruz conquistou a vitória e confirmou o excelente histórico no BES, com três triunfos em três participações. Já André Bretas comprovou que, atualmente, é o principal atleta da modalidade, e sagrou-se campeão pro da competição pioneira de Enduro MTB no País.

O título da principal categoria do BES, na segunda edição do evento, coroou uma temporada decisiva na carreira de André Bretas. Após sofrer uma dura queda dois anos atrás, em Whistler, no Canadá, Bretas quase largou o mountain bike. Porém, após conversar muito com seus familiares, decidiu voltar com tudo ao esporte e, em Nova Lima, fez sua primeira prova de Enduro MTB. “É muito gratificante voltar ao MTB com uma conquista tão importante como essa do Brasil Enduro Series. É um momento maravilhoso da minha vida. Fui pai há quase um mês, então tem um sabor ainda mais especial. Acho que a Maria Clara me trouxe mais sorte. Vou voltar muito feliz a Governador Valadares (MG), minha terra natal”, comemorou Bretas.

“Sinceramente não poderia estar mais feliz. Foi uma ótima prova para mim e correu quase tudo como eu esperava, porque fiz uma estratégia conservadora. Enquanto para o Bernardo era apenas a primeira participação dele no BES este ano, para mim valia muito mais, com o título da temporada em jogo. Queria vencer, mas sei da qualidade dele e ir embora com o vice da etapa é o que menos importa. Um ano maravilhoso para mim, que me dá muita confiança”, completou André Bretas. Além dos dois campeões do dia, completaram o pódio Diego Knob, Nataniel Giacomozzi e Leonardo Mattioli.

Após o término da competição, Bernardo Cruz elogiou o alto nível da prova, tanto na organização quanto em relação aos atletas. “Sinceramente foi uma das corridas que mais tive medo ao ver meu resultado, porque os cinco primeiros estavam andando muito. Foi a prova de Enduro mais competitiva até hoje na história do País. Não esperava a vitória. Pensava sim que ficaria entre os cinco primeiros, porque meu foco estava mais em divertimento, por eu não brigar pelo título da temporada. A organização é impecável, só sugiro fazerem um prólogo no centro das cidades para apresentar melhor a modalidade. Alguns falaram que foi pouco técnica a etapa, mas na verdade foi sim bastante, porque tinha a técnica da freagem para acertar as curvas e sair com mais velocidade, o que não é algo fácil”, destacou Bernardo Cruz.

Diego Knob esteve mais uma vez entre os melhores da pro, após se destacar com o vice-campeonato na etapa latino-americana, em Urubici, no mês de agosto. Natural de Petrópolis, Knob destacou os benefícios da competição para sua cidade. “O Vale das Videiras está começando a desenvolver a cultura do Enduro MTB. Não existia cena do Enduro antes da vinda do Galpão Caipira para cá e também agora com a realização do BES. Há tantos locais para a prática da modalidade em Petrópolis, que acabávamos não vindo para cá. A estrutura é boa, com trilhas bacanas que podem ser boas para os pilotos da elite e também para os iniciantes. Só fortalece nosso esporte aqui e fico feliz por isso. Fico relativamente feliz, porque o resultado foi apertado e todos andaram forte, de igual para igual”, afirmou.