13 de janeiro de 2016

Boas disputas abrem o Brasileiro de Optimist

unnamed

Foto: Sergio Vignes //

Começou na última segunda-feira, o 44º Campeonato Brasileiro de Optimist, disputado até o próximo domingo, em Jurerê, Florianópolis.

Após um domingo de muita chuva, o sol deu as caras e o vento, apesar de fraco, garantiu a alegria dos velejadores. Duas regatas foram realizadas com ventos sul-sudeste variando entre 6-10 nós e o destaque foi o gaúcho Gabriel Kern, do Clube dos Jangadeiros, líder da competição até o momento.

Divididos em flotilhas amarela e azul, os velejadores esperaram quase uma hora em terra para a primeira chamada. Com o vento apertando, a comissão de regatas conseguiu largar a primeira bateria do dia próximo das 14h. Gabriel Kern aproveitou as condições vencendo a regata na flotilha amarela, seguido pelo catarinense Guilherme Berenhauser (Iate Clube de Santa Catarina) e do baiano Bernardo Pereira (Yacht Clube da Bahia).

Na flotilha azul, o campeão da Copa Brasil de Estreante, Vinicius Koeche (Clube dos Jangadeiros – RS) venceu a primeira do dia, seguido pelo carioca Mathias Crespo (Iate Clube do Rio de Janeiro) e do baiano Ricardo Continho (Yacht Clube da Bahia).

Após a primeira regata, o vento perdeu intensidade e mudou de direção, virando para sul com 7 nós aproximadamente. Na flotilha amarela, vitória de Guido Hirth (ICRJ – RJ), enquanto que na flotilha azul o também carioca Pedro Madureira (ICRJ – RJ) foi o vencedor.

Catarinenses em destaque

A boa notícia do dia fica por conta do grande começo para alguns velejadores da flotilha do Iate Clube de Santa Catarina. Guilherme Berenhauser (Iate Clube de Santa Catarina) aparece em quinto lugar na classificação geral após um 2º e um 8º nas duas regatas do dia, com 10 pontos perdidos. Também no top-10 da categoria, José Irineu ocupa a 10ª posição com 12 pontos perdidos.

Completam a equipe do Iate Clube de Santa Catarina Guilherme Durieux (25º), Thiago Pereira (28º), Luca Miguel (31º), Samer Kayali (33º), Lucas Romanovski (76º), Isabela Faria (92º) e Gabriel Oliveira (127º).

A competição

O Campeonato Brasileiro de Optimist tem em seu programa doze regatas previstas, sendo que nos três primeiros dias (11, 12 e 13) acontecem as disputas individuais. Na quinta-feira, será realizada a competição por equipes, enquanto que a sexta-feira, está reservada para a realização do Projeto “Conhecendo Novas Velas 2016”, sendo que não haverá competições.

O Projeto “Conhecendo Novas Velas” foi realizado pela primeira vez no Campeonato Brasileiro de Optimist 2015, realizado no Rio de Janeiro. O principal objetivo desta ação é utilizar o dia livre do campeonato e proporcionar aos jovens atletas da Classe Optimist contato com as Classes da Vela Jovem e uma conversa com atletas de renome internacional representando o país.

No sábado e domingo, acontecem os últimos dias de competições individuais, que apontarão os grandes campeões do evento. Devido ao grande número de embarcações, os velejadores serão divididos em flotilhas, amarela e azul, para velejar uma série classificatório. Após os primeiros dias, os 50% melhores classificados competem na flotilha ouro, que define o campeão, e os demais na flotilha prata.

É importante ressaltar que a realização das regatas depende das condições climáticas e que o cronograma é sujeito a alteração.