Campeões buscam o bi na final do Brasil Enduro Series

Foto: Rodolfo Oliari //

Entre os oito vencedores de 2014, cinco deles podem conquistar o segundo título na competição pioneira de Enduro MTB no País com abrangência nacional, em Petrópolis (RJ).

A terceira e última etapa do Brasil Enduro Series 2015 aproxima-se, e com ela cresce a ansiedade dos atletas em busca do título da competição pioneira de Enduro MTB no País nas diferentes categorias disputadas. Entre hoje e domingo, mais de 150 pilotos participarão desta confraternização do esporte em Petrópolis (RJ), no Vale das Videiras. Dos oito campeões no ano de estreia, cinco deles estão confirmados na decisão e brigarão mais uma vez pelo troféu da temporada: Robert Marent, Beatriz Ferragi, Helio Nassaralla, Andre Melo e Nataniel Giacomozzi.

Dos cinco pilotos, três deles são os líderes de suas categorias. Robert e Helinho, mais uma vez na sênior e na máster 3, respectivamente, e Andre, agora na máster 2, se destacam com maiores chances de título, após obterem ótimos resultados em Nova Lima (MG) e Urubici (SC). Já Bia e Nataniel, campeões feminino e pro em 2014, também estão na briga pelo troféu, entre os três primeiros de seus rankings antes da decisão, com possibilidades reais de conquistarem o bicampeonato.

Na sênior, Robert Marent tem a maior hegemonia da história do evento. Em cinco provas realizadas, o mineiro radicado no Rio de Janeiro conquistou a vitória em todas. Assim, com 1.200 pontos contra 680 do vice-líder Jose Alexandre “Pincell”, Robert precisa apenas completar os três estágios cronometrados para garantir o bicampeonato, caso o rival vença no Vale das Videiras. Campeão da abertura em Minas Gerais e terceiro na etapa catarinense, Helinho Nassaralla tem uma folga menor para o segundo colocado na máster 3, Claudemir Fodi. Enquanto o líder tem 1.020 pontos, Claudemir soma 720 e promete dificultar a vida do rival.

A máster 2 apresenta um dos maiores equilíbrios da atual edição, com Andre Melo e Cleber Cagiano empatados com 860 pontos. Lucas Moreira corre por fora, com 620 pontos. Campeão de 2014, o quarto lugar da atual temporada Gustavo Henrique Neves, com 600 pontos, está fora da decisão. No feminino, Bia Ferragi terá que superar a rival Raquel Couto para sagrar-se bicampeã. Enquanto a paulistana Bia tem 860 pontos, a mineira Keka soma 960. Isabella Ribeiro e Joana Hornestam correm por fora, com 840 e 500 pontos, respectivamente.

Duelo de gigantes na pro

Após ser quarto lugar em Nova Lima e campeão em Urubici, o valadarense André Bretas é o líder do campeonato, com 960 pontos. O paulista Thiago Boaretto, com 860, e o catarinense Nataniel Giacomozzi, com 840, são os dois principais adversários de Bretas com maiores chances de título. Atleta local de Petrópolis, Diego Knob, com 740, e o belo-horizontino Leonardo Matiolli, com 500, correm por fora com menores chances.

Para Bretas conquistar o título, além de uma vitória na final, o ciclista pode terminar em segundo, desde que o vencedor não seja Boaretto. Caso isso aconteça, eles empatariam na liderança com 1.460 pontos, e o paulista levaria a melhor por ter mais vitórias. Para Nataniel levar o bi, ele teria que vencer a etapa e torcer para Bretas não terminar na segunda colocação. Para Knob ser o campeão, o piloto teria que ganhar em casa e torcer para Bretas não terminar entre os três primeiros, e nem que Boaretto fosse campeão ou vice. Leo Matiolli tem chances remotas e só garantiria o troféu se nenhum dos quatro rivais acima terminasse entre os cinco primeiros na decisão.