17 de abril de 2015

Campeões de Pole Dance no Arnold Classic Brasil

250155_490971_poledance

Foto: Divulgação //

II Copa PanAmericana de Pole Dance reúne atletas de todas as idades.

Oitenta atletas mundiais de pole dance estarão reunidos no Arnold Classic Brasil 2015, de 29 a 31 de maio, no Rio de Janeiro, para disputar a II Copa PanAmericana de Pole Dance. O esporte-arte que virou febre no Brasil promete novamente ser uma das grandes atrações do evento multiesportivo, que carrega a marca do ator Arnold Schwarzenegger. Atletas amadores e profissionais do Brasil, Canadá, Estados Unidos, México, Peru, Venezuela, Chile, Panamá e Argentina competem por um total de R$ 10 mil em prêmios, que será distribuído aos vencedores pela Academia Studio Ultra Modern Dance, patrocinadora desta edição.

A II Copa PanAmericana de Pole Dance, organizada pela Federação Brasileira de Pole Dance e realizada pela Associação Carioca de Pole Dance, com apoio da Secretaria de Esportes e Lazer do Município do Rio de Janeiro, será disputada nas categorias: Feminino Amador (30 atletas); Feminino Master (10 atletas); Masculino Profissional – O Melhor das Américas (12 atletas); Feminino Profissional – A Melhor das Américas (10 atletas); e Duplas (5 duplas). Mais de 150 atletas se inscreveram para o processo de seleção e 80 foram selecionados para participar da Copa. A presidente da Federação Brasileira de Pole Dance, idealizadora e organizadora do II Pole PanAmerican Championship, Vanessa Costa, espera um público de mais 8.000 pessoas por dia para o evento.

Na categoria Master, todas as atletas têm entre 43 e 62 anos. O destaque fica com a americana Mary Carryl Serritella, 62 anos, que brilhou ano passado na Copa Mundial de Pole Dance e retorna esse ano para tentar conquistar mais um título. Ela é a atleta com mais idade na competição. Para atender à estreia da categoria Dupla, o Código de Arbitragem da Federação Brasileira de Pole Dance precisou ser adaptado. As duplas prometem coreografias ousadas e sincronizadas para deixar o público de queixo caído.

As 20 melhores profissionais femininas farão parte da disputa mais acirrada do evento: o título de Melhor Atleta de Pole das Américas. Para concorrer nesta modalidade são esperadas as argentinas Victória Ramé, terceira melhor do mundo em 2014, e Belém Serra, Campeã SulAmericana de Pole Dance, em 2014, e a americana Phoeniz Kzaree, campeã do PoleArt Itália, em fevereiro de 2015. No masculino, o peruano Renzo Zerga promete mostrar toda sua elasticidade na barra.