1 de abril de 2015

Ciclistas da AOO Specialized entre os melhores

248863_486478_erick_bruske___pan_col___credito_pablo_mazuera___divulgacao

Foto: Pablo Mazuera //

Rubinho Valeriano e Lucas Sírio obtiveram a melhor colocação da equipe, com a sexta colocação em suas categorias. Raiza foi a décima colocada na elite feminina, a melhor entre as brasileira.

Mesmo enfrentando a altitude de 2.566 m e uma pista com subidas íngremes, no Pan-Americano de MTB de Cota, na Colômbia, os ciclistas da AOO Specialized se destacaram na competição. As melhores colocações foram obtidas por Rubinho Valeriano e Lucas Sírio, ambos em sexto lugar nas categorias elite e juvenil, respectivamente. Melhor brasileira na elite feminina, Raiza Goulão completou em décimo lugar a disputa. Na sub-23, José Gabriel Marques foi o 13º e Sofia Subtil, 15ª. Na júnior, Ellen Andruczewicz e Érick Bruske não conseguiram completar a prova, ao sentirem muito os efeitos da altitude.

Perto do seu objetivo de terminar entre os cinco primeiros, Rubinho saiu de Cota satisfeito com a posição que lhe garantiu mais 90 pontos nos rankings olímpico e mundial. “Quero agradecer minha equipe, AOO Specialized. pela estrutura que tivemos e pela oportunidade de chegar com uma semana de antecedência à Colômbia. Isso foi muito importante porque tive tempo de me adaptar, tanto à pista quanto à altitude” destacou Rubinho.

“Reparei que os norte-americanos e canadenses estavam mais equilibrados, sem arriscar ou atacar. Fui no ritmo deles. Tive um problema com um dos atletas do EUA na segunda volta. Fui fechado e caí, mas me recuperei e permaneci junto a eles. Na última volta, fui ultrapassado por um ciclista da Costa Rica. Porém, nos metro finais em uma descida, arrisquei tudo e consegui garantir a sexta colocação. Minha bike S-Works Epic World Cup fez a diferença nesse trecho, por ser full suspension”, concluiu Rubinho. A medalha de ouro ficou com outro brasileiro, Henrique Avancini, com os colombianos Luis Anderson Mejía e Héctor Leonardo Páez completando o pódio.