14 de julho de 2017

Edu Piano ficará fora do grid por falta de patrocínio

316389_715349_edu_sertoes2015_victoreleuterio

Foto: Nelson Santos Jr //

Piloto da equipe Território Motorsport luta para viabilizar, ainda essa semana, sua 21ª participação consecutiva na edição de 25 anos da maior prova off-road do país.

Vinte participações consecutivas, recordista de títulos na categoria caminhões, sete vezes campeão – um na geral dos carros e seis nos caminhões – por mais de uma década representou duas equipes de montadoras no Rally dos Sertões, além de uma trajetória de mais 20 anos no off-road, com várias vitórias e outros títulos. Toda essa trajetória não está sendo suficiente e o piloto paulista Edu Piano, poderá ficar fora da edição de 25 anos do Rally dos Sertões, caso não consiga fechar, ainda, essa semana com alguns parceiros.

Desde 1996, quando participou pela primeira vez da competição, já virou uma tradição para o piloto e estar no grid tornou-se mais que um trabalho, um desafio, uma paixão. Não é a toa que foi o primeiro piloto com origem nos jipes, a ser campeão na geral dos carros. Aos 48 anos, empresário, preparador de carros de competição e chefe de uma das mais tradicionais equipes do segmento, a Território Motorsport, Piano luta para fechar a participação em mais uma edição, que acontecerá de 19 a 26 de agosto, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Bonito (MS).

“Essa semana será decisiva para nós. Estamos em negociação com mais três parceiros de longa data, para tentar viabilizar nossa ida para mais um Sertões”, afirma Piano. “A situação econômica refletiu diretamente nos investimentos no rali. Nunca foi fácil fechar patrocínios na nossa modalidade, mas nos últimos anos portas foram se fechando e seguimos cortando custos e buscando alternativas”, explica.

Dos sete títulos conquistados, seis foram ao lado do navegador cearense Solon Mendes, que mais uma vez foi escalado para acelerar ao seu lado. “Está tudo acertado com o Solon, tanto que tivemos um bom desempenho no Baja Jalapão e foi um ótimo treino e para acertos do UTV. A luta continua e não vamos desistir de participar do Sertões”, ressalta Piano que está muito satisfeito com a nova categoria. “ Correr de UTV é um novo desafio e me adaptei bem. É a categoria que mais cresceu nos últimos anos. Estamos em terceiro no campeonato, já vencemos provas e estou gostando muito de pilotar este veículo que é bem rápido”, finaliza Piano que estreou em 2017 no Campeonato Brasileiro de Rally Baja, do qual está na terceira colocação na UTV Pró, a bordo de um Can-Am Maverick X3 X RS.