12 de outubro de 2017

Enduro Brasil Cup é atração do feriado prolongado

323657_739480_unnamed__7_

Foto: Cesar Delong //

Final terá treinos nesta quinta e sexta, enquanto no sábado e domingo será a vez da cronometragem dos estágios. Inscrições podem ser feitas nos dois primeiros dias no próprio local.

A terceira e última etapa do Enduro Brasil Cup será umas das principais atrações esportivas da região metropolitana de Belo Horizonte (MG), durante o feriado prolongado de Nossa Senhora de Aparecida, de quinta-feira a domingo. Durante quatro dias, alguns dos melhores pilotos de enduro MTB do País, além da presença confirmada do norte-americano Curtis Keene (Red Bull/Specialized), estarão pedalando nas trilhas vizinhas ao Condomínio Morro do Chapéu, em Nova Lima (MG), local que é sede da decisão do evento.

Com formato inédito em provas de enduro no Brasil, a competição contará com dois dias de treinamentos, nesta quinta e sexta, e os outros dois de provas com a cronometragem dos estágios, no sábado e domingo. Nesta etapa final, a organização optou por um circuito menos exaustivo e mais divertido, para que o evento tenha um clima de festa e de confraternização. Ao mesmo tempo, a decisão terá a especial mais técnica do ano, chamada de Tapete Branco, com mais de dez minutos de duração, muitas pedras e linhas variadas.

Outras características do Enduro Brasil Cup colocam a inovadora competição em um patamar de destaque entre as provas do gênero no País. Entre elas está o fato de que a premiação é feita não só ao final da temporada, mas também por etapas para aqueles que forem os cinco mais rápidos em cada cidade, independente de categoria.

A certeza é que a decisão será emocionante em todas as categorias. Na principal delas, a pró masculina, 140 pontos separam o líder Leonardo Mattioli, com 1.120, do segundo colocado, Julio Giani, com 980. Completam as cinco primeiras colocações do ranking os pilotos Wallace Miranda, 800, Gabriel Giovaninni, 680, e Yuri Bugers, 600.

Assim como foi em Campos do Jordão (SP), na etapa intermediária, estarão em jogo na decisão mais 800 pontos ofertados ao vencedor, repetindo a pontuação dobrada. O vice-campeão da final somará 720 pontos, o terceiro colocado terá mais 680 na classificação geral e o top 5 contará ainda com mais 640 e 600 pontos para quarto e quinto colocados, respectivamente. Assim, em caso de vitória de Julio Giani, por exemplo, Léo Mattioli precisará terminar em terceiro para ser o campeão. Se Giani for o segundo, Léo vence o troféu até com o quinto lugar.