Equipe MTB90 é bicampeã no MTB 12 Horas

Foto: Fabio Piva //

Mesmo sob condições climáticas desafiantes, o ouarteto formado por Tinker Juarez, Lukas Kaufmann, Bob Nogueira e Hugo Prado Neto liderou a prova de ponta a ponta em Itupeva (SP).

A 21ª edição do MTB 12 Horas foi memorável, contando com a desafiante condição de pedalada ocasionada pela forte chuva ao longo do dia e a inédita transmissão ao vivo da competição de mountain bike resistência mais tradicional do país. Dentro da pista, o quarteto da equipe MTB90 formado por Tinker Juarez, Lukas Kaufmann, Bob Nogueira e Hugo Prado Neto conquistou o bicampeonato no MTB 12 Horas 2017, após cruzar a linha de chegada a meia noite do último sábado, 18 de novembro, em Itupeva (SP).

Campeões gerais em 2017 e 2015, vice-campeões em 2016, o time foi capitaneado pelo lendário Tinker Juarez, que agora coleciona seis títulos na competição, sendo quatros vezes na categoria solo (2003, 2005, 2008 e 2014) e duas vezes por equipe foi implacável na competição, liderando a prova desde a primeira das 38 voltas no circuito de 6.100 metros de extensão aos arredores do Hotel Quality Itupeva.

O atleta suíço Lukas Kaufmann, radicado em Belo Horizonte (MG), teve a honra de iniciar e encerrar o desafio: “Estou muito feliz de fazer parte de uma equipe tão bacana e com essa estrutura de primeira da MTB90. Conseguimos abrir uma vantagem no começo e mantivemos até o final, aumentando a diferença nessa chuva final. Me senti até em casa” – descreve Lukas, um dos ciclistas mais fortes em atuação no Brasil.

“O Lukas é o cara que venceu a corrida, ele foi um monstro, principalmente nas primeiras três voltas” – comenta Bob. “É um sonho realizado” – complementa Hugo Prado Neto. Vale lembrar que Bob Nogueira e Hugo Prado Neto conquistaram o título pela terceira vez. “Essa prova foi incrível, estávamos famintos para esse título e mantivemos muito o foco na prova” – acrescentou Tinker Juarez.

Atletas solo

Na categoria solo a corrida MTB 12 Horas foi dramática. “Neste ano escolhemos fazer uma estratégia de largar forte e manter uma vantagem. Isso deu certo no quarteto, já na categoria solo tivemos que traçar novas estratégias ao longo do dia” – comenta Fernanda Avallone, chefe da equipe MTB90.

O norte-americano Kelly Magelky – atual campeão nacional de 24h solo – liderou no primeiro terço da prova, mas teve o pneu rasgado e teve que dar uma volta inteira correndo. “Com esse problema do atleta americano, pedimos para ele acelerar a cada volta na tentativa de buscar os adversários” – comenta Avallone, que foi para o tudo ou nada e conquistou com o top 3 e top 4 nas categorias solo, com Kelly Magelky e Ulisses Nunes, respectivamente. Com isso, o atleta de Jundiaí (SP) Carlos Henrique Paixão conquistou seu tricampeonato na solo.

“Toda equipe foi incrível, mas tive um problema com o pneu e fico agora com aquela vontade de voltar para vencer” – comentou Kelly Magelky que tem a medalha de prata no Campeonato Mundial MTB 24h solo. “Me senti como um atleta no Tour de France graças ao carinho e estrutura da equipe MTB90. Amei correr no Brasil. A única coisa que entendia da torcida era “gringo”, mas a emoção era contagiante”.

Vale destacar a estreia do ciclista Ulisses Nunes Abbud, de São José do Rio Preto (SP). “Ulisses assumiu o top 4 na quarta hora de prova e está muito constante, andou muito bem e sem dúvida é um cara que merece muito valor” – completa Avallone sobre o “mascote” do time MTB90 que aprendeu muito com a convivência ao lado de grandes nomes do esportes.