Gaúcho e italiano travam duelo no Superbike Series Brasil

Fotos: Geraldo Bubniak //

Maior campeonato de motovelocidade da América Latina encheu as arquibancadas do autódromo de Curitiba.

SuperBike Series Brasil para ninguém botar defeito. Emoção, velocidade e muita adrenalina foram alguns dos ingredientes da prova que deixou todo o público do cheio Autódromo Internacional de Curitiba de pé, no último domingo. Os fãs das duas rodas assistiram à quarta vitória seguida de Maico Teixeira (#36), da Equipe Honda Mobil, na maior competição de motovelocidade das Américas.

O gaúcho venceu a sexta etapa após travar um duelo intenso com o italiano Sebastiano Zerbo (#81), da equipe Target Racing, que acabou em segundo. A vitória só veio na última volta, quando ambos ficaram praticamente lado a lado, até que Maico conseguisse a ultrapassagem.

Zerbo definiu o dia como “uma corrida que ficará para a história”. O italiano largou bem e assumiu, tirando Maico da liderança logo no início. A partir daí ambos trocaram inúmeras vezes de posição, travando um duelo a parte e que tirou o fôlego do público. “Foi uma corrida pau a pau. Eu fiquei estudando o Zerbo para ver em quais trechos eu conseguia ser mais rápido que ele. E acabou ficando para a última volta. Consegui mais uma vitória na temporada”, diz Maico, que comemorou muito a conquista. “A prova foi muito quente. Sabia que não ia ser fácil”.

A terceira posição ficou com José Luiz Cachorrão (#51), também da Honda Mobil. “Motovelocidade é um esporte muito bonito, muito gostoso. Comecei imprimindo um ritmo bom, estava esperando por uma briga mais intensa entre os dois da frente, mas acabei errando também e perdi muito tempo. Queria parabenizar meu parceiro Maico. O cara é fera e hoje ele foi o The Flash”, brinca Cachorrão ao elogiar seu companheiro de equipe. Diego Pretel (#88), da Squadra Ducati Ribeirão, foi o quarto a cruzar a linha e comemorou o bom desempenho. “Estou muito contente com meu quarto lugar hoje. O importante era terminar a corrida, estava bem cansativa, eu tive alguns problemas físicos. Então posso dizer que foi bom”, diz.

Completando o pódio aparece Massao Nishimoto (#41), da Dynel’s Racing Team. “Tentei manter o ritmo no pelotão da frente. Subir no pódio era a minha meta e eu consegui. Vamos pra Santa Cruz (RS) agora”, ressalta.

Na Pro Amador, o destaque foi, mais uma vez, Ricardo Negretto (#38), da Sapienza Racing Team, que venceu e é agora mais líder do que nunca no campeonato. Em segundo chegou Marcelo Skaf (#177), da Motoschool Racing Team, seguido por Adriano Carioca (#10), da Bikers Racing Team.

Na Pro Estreante, quem levou a melhor foi Sabrina Paiuta (#8), da Mobil Ituran Racing Team. Ela superou André Paiato (#444), da Paiato Racing, e Joãozinho Sobreira (#113), da Mobil Ituran Racing. Na Pro Master Mauro Beni (#44), da Solo Moto, foi o primeiro seguido por Elson Tenebra (#2), da RotaK/ECONS/VAZ, e venceu mais uma prova.