Isabella e Nina Baum conquistam categoria América

Foto: Erik Coser //

Dupla da LM/Shimano ficou com segundo lugar geral entre as mulheres.

As duplas da Shimano obtiveram resultados expressivos na principal ultramaratona de MTB das Américas, a Brasil Ride 2015, encerrada no último sábado. A equipe LM/Shimano, formada pela mineira Isabella Lacerda e a norte-americana Nina Baum, conquistou o título da categoria América entre as mulheres e ficou em segundo lugar nas duplas femininas, atrás de Raiza Goulão e Viviane Favery. Isabella e Nina venceram as duas últimas etapas, encerrando a competição com o tempo de 38h04min31s.

Foram 600 km percorridos em sete dias, com 13 mil metros de ascensão acumulada. Os bikers pedalaram por trilhas e asfalto entre as cidades de Mucugê e Rio das Contas, na Chapada Diamantina (Bahia).

“A Brasil Ride é uma das provas mais duras do mountain bike mundial, mas quando você cruza a linha de chegada, vale muito a pena cada gota de suor, cada quilômetro pedalado sob um sol escaldante. Foram sete dias sofridos, mas inesquecíveis. Fiz muito mais força do que imaginava conseguir, chorei de soluçar, sorri muito e me diverti demais nas trilhas”, afirmou Isabella, antes de endereçar um agradecimento especial à companheira de equipe. “Muito obrigado, Nina. Você é a melhor parceira que eu poderia ter”.

Na categoria open, formada por duplas masculinas, a parceria da Groove/Shimano, formada por Daniel Grossi e Guilherme Saad, conseguiu a quinta colocação, garantindo um lugar no pódio. Os mineiros cravaram o tempo de 28h01min43s na competição vencida pelo holandês Hans Becking e o tcheco Jiri Novak.

“Na sétima etapa, terminamos em segundo lugar. Gostaria de agradecer à minha equipe e ao meu grande parceiro Guilherme por essa conquista na minha carreira”, ressaltou Daniel.

Ainda na open, a equipe Trek I/Shimano (Ricardo Pscheidt e Leandro Donizete) ficou em 11º, com tempo de 29h01min24s; a Blue Cycle/Shimano (Thiago Aroeira e Marcelo Cândido) terminou na 14ª posição, em 30h33min55s; e a Caloi Elite Team/Shimano (Sherman Trezza e Frederico Mariano) não completou a disputa, pois Frederico teve problemas físicos na segunda etapa e precisou abandonar a competição.