14 de abril de 2015

Jonathan Rea vence mais uma no Mundial de Superbike

imagem_release_401424

Foto: Kawasaki Racing EU //

Kawasaki Ninja ZX-10R levou dois pilotos ao pódio em Aragón, na Espanha.

O Mundial de Superbike desembarcou em Aragón, na Espanha para sua 3ª etapa nos dias 11 e 12 de abril. O que se viu na pista foram atuações excelentes de Jonathan Rea, vencedor da primeira prova de forma emocionante, após duelo com seu companheiro de equipe na Kawasaki Racing, Tom Sykes. A dupla comandou a Ninja ZX-10R com grande destaque na rodada.

Depois de ganhar posições e assumir a ponta da primeira bateria, Tom Sykes liderou a prova durante a maior parte do tempo, e chegou a disputar com Jonathan Rea, que levou a melhor faturando o lugar mais alto do pódio e sua quarta vitória na temporada. Sykes foi o terceiro colocado no pódio da corrida.

“Eu não esperava vencer aqui porque Tom e Chaz são pilotos muito rápidos neste circuito, então terminar com o resultado de 1-2 é bastante satisfatório. Preciso apenas continuar trabalhando duro, como já venho fazendo, e aperfeiçoar o meu desempenho a cada prova. Até agora nosso pior resultado foi um segundo lugar o que me leva a acreditar que estamos no caminho certo. A ZX-10R nos torna muito competitivos e isso me deixa muito feliz”, vibrou Rea.

Já na segunda prova Rea fez boa largada, saindo em segundo lugar, enquanto Sykes começou em quarto. Enquanto Rea manteve a constância na vice-liderança da prova, Sykes acabou sofrendo uma queda forte na quarta volta. O piloto britânico não sofreu lesões sérias, mas foi obrigado a abandonar a disputa. Jonathan Rea recebeu a bandeira quadriculada na segunda posição e manteve a liderança da categoria no Mundial, chegando aos 140 pontos conquistados, com quatro vitórias e dois segundos lugares e despontando como grande favorito ao título, após suas performances incríveis. Tom Sykes é o quarto colocado no ranking, com 66 pontos.

“Comecei a primeira corrida muito bem, saindo na frente e liderei, segurando a pressão dos adversários durante bom tempo. Terminei no pódio e foi muito positivo. Na segunda prova senti que poderia impor velocidade para estar novamente entre os primeiros, mas quando buscava as posições dianteiras acabei sofrendo uma queda e, mesmo não tendo me machucado, não tive como continuar. O resultado poderia ter sido outro e é hora de avaliar todos os pontos para evoluirmos na próxima etapa”, analisou Sykes.

A quarta rodada do WSBK acontece já no próximo final de semana, dias 18 e 19 de abril, no lendário circuito de Assen, na Holanda.