10 de agosto de 2017

Laura Mira completa o XTerra México e sobe no ranking

318393_721234_laura_mira___xterra_mexico

Foto: Divulgação //

No Canadá, Sherman Trezza é o 45º colocado na etapa de Mont-Sainte-Anne da Copa do Mundo de MTB.

A triatleta Laura Mira (Team Oggi/Isapa), paulistana radicada em Lavras (MG), disputou no último fim de semana a oitava de 11 etapas do Campeonato Pan-Americano de XTerra, em Tapalpa, no México. Laura completou a competição em sétimo lugar e subiu uma posição no ranking do XTerra Pan-Am Tour, agora na quarta colocação. A prova, realizada na região de Jalisco, teve a vitória dos norte-americanos Josiah Middaugh e Suzie Snyder.

O XTerra em Tapalpa contou com 1,7 km de natação, 32 km no mountain bike e a corrida de montanha nos 10 km finais. “Foi uma disputa duríssima. Muita lama, porque choveu a noite inteira e montamos a transição debaixo de chuva. É difícil, mas é igual para todo mundo”, destacou Laura. “O nível das competidoras era mais alto do que no ano passado e fiquei bem feliz por ter subido uma posição em relação a 2016, quando terminei no oitavo lugar. Garanti pontos valiosos para passar de quinto para quarto no ranking pan-americano, em busca da minha meta de fechar a temporada no top 5 do circuito”, completou.

“Tive muitas competições em sequência e consegui um bom desempenho durante toda a prova. Sofri uma queda na bike, mas pelo que vi todas as atletas caíram. Bom que não foi na parte técnica, do downhill, onde a lama complicou demais. O tombo acabou sendo no plano, naquele momento em que você busca acelerar forte e a roda da frente escorrega em um barranco. Este foi meu terceiro ano competindo no México e pude ver muita evolução no pedal, com a minha Oggi Agile Carbon, equipada com o grupo Shimano XT”, finalizou.

Copa do Mundo de MTB

Mont-Sainte-Anne, município vizinho a Quebec, no Canadá, recebeu no último domingo a quinta etapa da Copa do Mundo UCI de MTB na modalidade cross country olímpico (XCO). O representante do Shimano Sports Team na prova foi o mineiro Sherman Trezza (Caloi Elite Team), que voltou a competir o circuito internacional após duas temporadas e encerrou sua participação com o 45º lugar da disputa vencida pelo suíço Nino Schurter, campeão antecipado da temporada. O feminino teve vitória da ucraniana Yana Belomoina.

“Não foi o melhor dia em cima da bike, mas importante voltar a competir em uma Copa do Mundo. Larguei com o número 47 e, como de costume, o começo de prova foi complicado, com bastante trânsito. Depois consegui andar bem, sendo regular durante as voltas. Terminei em 45, um resultado médio dentro da minha realidade. Com certeza esperava um pouco mais. O que deu para perceber na disputa foi a importância de estar em contato com esse nível de atletas e de pista para conseguir evoluir. Hora de voltar para casa e seguir com os planos”, avaliou Sherman, ciclista que teve sua bicicleta equipada com o grupo XTR da Shimano no Canadá.