31 de agosto de 2015

Matthieu Lussiana fatura vitória e amplia liderança

262593_535552_img_2249

Foto: Equipe Sanderson //

Luciano Ribodino, também representante da BMW Motorrad Petronas, completou a disputa em quinto lugar. Na Light, Luciano Donato não teve uma etapa muito positiva, e abandonou a corrida. Próxima etapa será dia 27 de setembro em Goiânia.

Matthieu Lussiana, da BMW Motorrad Petronas Racing, faturou neste domingo no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais sua quarta vitória na temporada 2015 do Moto 1000 GP – o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O francês largou da pole position, anotou a volta mais rápida da prova com 1min19s998 e média de 166.279 km/h, estabelecendo o novo recorde da categoria na pista curitibana, para corridas, e ampliou sua vantagem na liderança da competição, agora com 128 pontos. O companheiro de equipe, Luciano Ribodino, tinha grandes chances de conquistar uma vaga no pódio, mas um erro no começo da prova lhe tirou as chances de brigar pelo top-3. O argentino cruzou em quinto lugar. A próxima etapa será no dia 27 de setembro, em Goiânia.

O francês e atual campeão da disputa conquistou uma nova vitória na temporada, a quarta dele em cinco corridas realizadas. Desta vez, o triunfo ocorreu de forma mais tranquila, já que Matthieu soube usar uma boa estratégia de arrancar no começo, abrir vantagem, para poupar o equipamento no fim, e assim não ser prejudicado pelo calor, que poderia complicar sua vida. O dono da BMW S 1000 RR #1 soube fazer uma corrida bem pensada, para sair de Curitiba com folga na liderança da tabela.

“Foi uma corrida muito top. E pudemos comemorar um fim de semana completo de festas para as equipes do Alex (Barros). Eu estava rápido desde os treinos, a moto estava muito boa e bem acertada. Na corrida, consegui escapar ainda no começo, e fazer um bom ritmo, sozinho lá na frente. O problema que tínhamos na moto, por causa do calor, já que o equipamento perdia um pouco de rendimento nessas condiçoes, foi solucionado e tudo ocorreu perfeitamente. Assim, depois de abrir na liderança da corrida e garantir uma boa vantagem, só administrei e fiz uma prova tranquila”, comemorou o piloto da França, que está cada vez mais perto do seu segundo título no Moto 1000 GP.

Luciano Ribodino também estava animado para buscar um bom resultado, e acreditava que seria possível brigar pelo pódio, mas um pequeno erro ainda no começo da corrida, válida pela quinta etapa do campeonato, lhe tirou as chances de estar no top-3. Mesmo assim, o argentino pontuou e segue em bom ritmo na disputa.

“Fiz uma largada muito boa. Saí de quarto para segundo e vinha logo atrás do Matthieu. Ainda na primeira volta, eu tentei baixar o câmbio rápido, para entrar em uma curva, mas não consegui e acabei escapando. Com isso perdi muito tempo e caí para sexto. Tentei buscar, para alcançar o segundo pelotão, só que estava exigindo muito da moto. Então, consegui uma distância boa para o grupo que vinha atrás, preferi não forçar, cuidei do equipamento para terminar entre os cinco e marcar alguns pontos”, disse o argentino que pilota o modelo BMW S 1000 RR #3, e que agora está em décimo na tabela, com 27 pontos.

GP Light

Na GP Light, o fim de semana não foi muito produtivo para o paulista Luciano Donato. Largando de 12º ele precisava fazer uma corrida de recuperação, mas sofreu uma queda ainda no começo da prova, na segunda volta. O tombo foi sem consequências e sem gravidade, mas impediu Donato de se manter na corrida, com isso ele precisou abandonar a quinta etapa da divisão de acesso na segunda volta. A vitória ficou com Rafael Nunes.