8 de novembro de 2015

Maui and Sons Pichilemu Woman´s Pro

268588_555103_lbp_8171_sofiamulanovich

Foto: Rodrigo Farias //

Campeã mundial e estrelas do WCT participam da última etapa do Qualifying Series feminino que também decide a campeã sul-americana da WSL South America em Pichilemu.

Um total de quarenta surfistas de onze países está participando da segunda edição do Maui and Sons Pichilemu Woman´s Pro nas ondas pesadas de Punta de Lobos, em Pichilemu, no Chile. Algumas estrelas do WCT também marcam presença na etapa do QS 1500 que fecha o WSL Qualifying Series 2015, como a havaiana Alessa Quizon e a australiana Laura Enever, que se classificaram na abertura da competição iniciada na quinta-feira e que também decide o título sul-americano feminino da WSL South America. O destaque no primeiro dia foi a campeã mundial de 2004, Sofia Mulanovich. A peruana estreou fazendo os recordes do campeonato com os 17,15 pontos que totalizou, somando a nota 9,65 da melhor onda surfada em Pichilemu.

As peruanas formam o maior pelotão estrangeiro com cinco participantes, abaixo somente das 22 chilenas que se inscreveram no Maui and Sons Pichilemu Woman´s Pro. O Brasil, a Austrália, a Argentina e Portugal, estão sendo representados por duas surfistas e com uma os Estados Unidos, Havaí, Espanha, Equador e Costa Rica. Na quinta-feira foram realizadas duas rodadas completas para definir as dezesseis classificadas para as oitavas de final da competição que será encerrada nesse sábado no Chile.

Na disputa pelas duas primeiras vagas, a havaiana Alessa Quizon derrotou a peruana Leilani Aguirre, que passou em segundo lugar, a argentina Lucia Cosoleto e a chilena Paloma Santos. Quizon agora vai abrir as oitavas de final enfrentando Teresa Bonvalot, que completou uma dobradinha portuguesa na quinta-feira com Camilla Kemp, com ambas eliminando surfistas do Chile, Luna Vergara e Janelle Anderson. Mais duas chilenas foram barradas pela equatoriana Dominic Barona e pela brasileira Karol Ribeiro na disputa seguinte, Pomare Dresziger e Maria Barrios.

Mas, Lorena Fica brilhou na primeira classificação do Chile para as oitavas de final, derrotando até a top do WCT, Laura Enever, em sua estreia na quinta bateria da segunda fase. A australiana também se classificou, ganhando a briga pela segunda vaga da argentina Evelyn Gontier e da chilena Katherine Del Rio. A peruana Sofia Mulanovich entrou no confronto seguinte e mostrou a potência do seu backside nas esquerdas de Punta de Lobos para bater todos os recordes do campeonato.

A campeã mundial de 2004 surfou a melhor onda do dia para receber nota 9,65 e ainda somou uma 7,50 para atingir 17,15 pontos de 20 possíveis. Até então, os recordes do Maui and Sons Pichilemu Woman´s Pro eram a nota 9,10 e os 17,10 pontos da portuguesa Camilla Kemp. Sofia Mulanovich enfrentou três chilenas e Jessica Anderson passou em segundo lugar, com Natalia Katherin Diaz sendo eliminada junto com Delfina Samaniego.

O show das grandes estrelas do surfe mundial continuou a cada bateria até a última do dia. A australiana Bronte Macaulay foi até o Chile com chances de conseguir a última vaga na elite das seis indicadas pelo ranking do Qualifying Series que vão completar a elite das top-17 da World Surf League. Ela surfou boas ondas para somar notas 8,40 e 8,25 e ganhar fácil por 16,65 pontos, contra apenas 7,85 da segunda colocada, Vania Torres, do Peru. Mais duas chilenas saíram neste último confronto do dia, Trinidad Segura e Antonia Vidueira.