27 de outubro de 2014

Moto 1000 GP: Brian David vence

237781_448695_brian_david_vitoria

Foto:

Em corrida muito disputada em Curitiba, David chega a sua segunda vitória na temporada por apenas 20 milésimos de segundo. José Duarte é o terceiro e Lucas Torres, o quarto. Guilherme Brito larga dos boxes e fica em 12º.

Categoria escola do Moto 1000 GP, a GPR 250 mostrou mais uma vez que vem ai uma forte geração de pilotos da motovelocidade no Brasil. A disputa da sexta etapa, neste último domingo, foi acirrada do começo ao fim, com troca de líderes e muita briga entre o pelotão da frente no autódromo internacional de Curitiba, em Pinhais (PR).

O vencedor só foi definido nos últimos metros e Brian David, piloto da equipe Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, conquistou sua segunda vitória na temporada, com apenas 20 milésimos de segundo para o segundo colocado, Ton Kawakami. O time de Alexandre Barros ainda teve mais dois pilotos no pódio: José Duarte em terceiro e Lucas Torres, que largou na pole, em quarto. Já Guilherme Brito, após uma queda no warm up, teve de largar dos boxes e ficou em 12º.

“Gostei muito da corrida. Saí da quarta colocação no grid, mas não larguei tão rápido. Foi uma corrida difícil, mas estou muito feliz. Consegui pegar o vácuo do Ton e do José Duarte, que estavam na frente a poucos metros da chegada, e cruzei a linha em primeiro”, comemorou David, de apenas 12 anos, que pilota a Honda CBR 250R #35. O piloto já havia conquistado uma vitória em Cascavel (PR) e agora é o terceiro no campeonato, com 78 pontos.

O cearense Duarte, de 17 anos, também teve tudo para conquistar sua primeira vitória no ano. Após largar em quinto, ele se manteve na briga até o final. O piloto liderou a última volta, mas foi ultrapassado na curva final por Kawakami e os dois foram surpreendidos por David nos metros finais. “O Brian conseguiu pegar o vácuo e passou os dois. Mas estou feliz. Foi uma corrida bem disputada, bem difícil e consegui acertar bem a moto para a prova. Agora é trabalhar para brigar pela vitória na próxima”, declarou o piloto da Honda CBR 250R #97, que está em quarto na tabela, com 75 pontos.

Na vice-liderança, com 99 pontos, Torres comemorou ter chegado à frente do líder do campeonato, Meikon Kawakami, que foi o sétimo. “Foi uma prova muito boa. Foi muito legal disputar na frente com todos e ver que uma curva pode valer uma corrida toda. O Meikon ainda está em vantagem, mas vamos para cima e fazer o máximo para estar na frente, sempre tentando melhorar, cada vez mais”, completou o piloto de 16 anos, que acelera a Honda CBR 250R #77.

Na moto #19 da equipe Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, o caçula do time – Brito tem apenas 11 anos – precisou largar dos boxes. O piloto sofreu uma queda no warm up e teve de fazer alguns reparos na sua moto, antes da largada. “Foi uma corrida boa, porque tive de largar dos boxes, em último, e conseguiu fazer boas ultrapassagens para chegar em 12º”, contou o jovem piloto, que fez sua segunda prova pelo time.

Restam ainda duas provas para o final da temporada. A sétima e penúltima etapa será no dia 23 de novembro, em Santa Cruz do Sul (RS).