9 de setembro de 2015

Oi SuperSurf de Florianópolis começa hoje

263283_538190_flavionakagima_18072015_cred_pedromonteiro_supersurf

Foto: Pedro Monteiro //

Flavio Nakagima, não terá mais a ameaça do seu principal concorrente na disputa do título brasileiro, Tomas Hermes, que cancelou sua participação para competir no WCT dos Estados Unidos.

Os 160 surfistas de treze estados do país já estão escalados para estrear no Oi SuperSurf de Florianópolis, que começa nesta quarta-feira na Praia da Joaquina com previsão de uma semana de muito frio na Ilha de Santa Catarina. Esta é a terceira das quatro etapas da principal competição do circuito da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP), sendo decisiva na disputa pelo título da temporada. O paulista Flavio Nakagima lidera o ranking e o seu principal concorrente era o catarinense Tomas Hermes, que ocupa a segunda posição e acabou cancelando sua participação porque foi convocado para disputar a etapa do WCT de Trestles, nesta mesma semana nos Estados Unidos.

A ausência do único catarinense que poderia assumir a ponta do ranking em Florianópolis, praticamente tira Tomas Hermes da briga do título brasileiro e também do Oi SuperSurf 2015, que será encerrado nos dias 7 a 11 de outubro na Praia de Itaúna, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Além dele, o paulista Alex Ribeiro, sexto colocado no ranking, também não vai competir na Praia da Joaquina porque está recuperando-se de contusão. Com isso, o número de concorrentes ao posto de número 1 do ranking da ABRASP na Ilha da Magia caiu de quatorze para doze surfistas.

Os principais adversários de Flavio Nakagima passaram a ser o também paulista Hizunomê Bettero (3.o no ranking) e o cearense Charlie Brown (4.o). Contra Tomas Hermes, a disputa pela ponta seria fase a fase, agora Nakagima tem uma vantagem maior de duas rodadas para ser ultrapassado por Hizunomê e Charlie. Os outros surfistas com chances matemáticas de assumir a liderança do ranking no Oi SuperSurf de Florianópolis são o paranaense Jihad Khodr (5.o), os paulistas Thiago Camarão (7.o), Thiago Guimarães (8.o) e Deivid Silva (9.o), os baianos Marco Fernandez (10) e Alandreson Martins (13), o capixaba Krystian Kymerson (11), o pernambucano Ian Gouveia (12) e o cearense Messias Felix (14), bicampeão brasileiro em 2009 e 2011.

Camarão e Deivid vêm embalados do Circuito Mundial e decidiram o título do QS 1500 da Espanha no último domingo, com Camarão sendo o campeão nesta final brasileira em Pantin. Os envolvidos nesta batalha só vão estrear nas fases mais avançadas da competição, pois as primeiras serão disputadas pelos surfistas que estão mais abaixo do ranking. Nas etapas do Oi SuperSurf 2015, os 160 participantes são distribuídos em quatro rodadas de dezesseis baterias com quatro atletas em cada. A primeira fase é composta por 64 competidores, na segunda entram 32 pré-classificados mais bem colocados no ranking, na terceira mais 32 e os 32 principais cabeças de chave só estrearão na quarta fase, prevista para começar na sexta-feira.

Fazem parte deste seleto grupo o líder Flávio Nakagima, escalado na primeira bateria, Alandreson Martins na quinta, Marco Fernandez na oitava, Thiago Guimarães na nona, Messias Felix na 12.a e Jihad Khodr na 16.a e última da quarta fase. Os outros seis entram como pré-classificados da terceira rodada, Hizunomê Bettero também na primeira bateria podendo fazer uma disputa direta pela liderança com Flavio Nakagima na fase seguinte se estrear com vitória na Praia da Joaquina, Krystian Kymerson entra na quinta, Deivid Silva na oitava, Thiago Camarão na nona, Ian Gouveia na 12.a e Charlie Brown na 16.a. Esta terceira fase está agendada para fechar a quinta-feira em Florianópolis.