10 de dezembro de 2015

Os melhores atletas paralímpicos de 2015

23615845046_9852eefd15_k
23346240300_e2a68a194c_k

Fotos: Daniel Zappe //

Saltadora e canoísta são escolhidos em votação no site do Prêmio Paralímpicos 2015. Cerimônia realizada no Rio de Janeiro ainda premiou melhores atletas de cada modalidade, técnicos e o esportista revelação do ano.

O canoísta Luis Carlos Cardoso e a saltadora Silvania Costa foram premiados na noite de ontem, no Rio de Janeiro, como os melhores atletas paralímpicos de 2015. Os dois foram eleitos pelos fãs do esporte em votação aberta no site do Prêmio Paralímpicos 2015. Concorreram ao prêmio por voto popular, além dos vencedores, o nadador Daniel Dias, o velocista Felipe Gomes, no masculino, e a nadadora Joana Neves e a lançadora e arremessadora Shirlene Coelho, no feminino. A cerimônia foi realizada no Hotel Sofitel, em Copacabana, e foi transmitida ao vivo pelo canal SporTV2.

Luis Carlos Cardoso chegou à disputa pelo voto do público depois de levar duas medalhas de ouro no mundial de canoagem, em Milão (ITA). O canoísta recebeu 48,14% dos votos, não escondeu a alegria de levar um prêmio com escolha popular e relembrou o ano agitado que teve. “Por tudo que vivi em 2015, é de grande importância. Passei da canoa para o caiaque para poder disputar os Jogos do Rio-2016 e levei a medalha. Fico mais feliz por ter concorrido com atletas de todo o Brasil que ganharam muita coisa também. E como fui o primeiro canoísta a ser indicado nesta disputa, vencê-la foi uma honra muito grande”, afirmou o atleta piauiense. Na disputa, Felipe Gomes ficou em segundo, com 26,43%, e Daniel Dias, em terceiro, recebeu 25,43% dos cliques dos internautas.

Na disputa entre as mulheres, a vencedora, Silvania Costa, confessou que ficou surpresa já na indicação, e que ser escolhida por 63,98% do público foi muito especial, principalmente por concorrer com duas atletas bem experientes: Joana Neves (20,06%) e Shirlene Coelho (15,96%). Campeã do mundo em Doha (CAT) no salto em distância, Silvania exaltou toda a temporada. “Foi tudo fruto de muito trabalho, que quando é bem feito, tem retorno. Elas [Joana e Shirlene] estão de parabéns também. São vencedoras! Estava bem ansiosa, sem dormir direito, mas agora estou aqui muito feliz e emocionada”, disse a saltadora do Mato Grosso do Sul.

Além dos dois escolhidos pelos fãs do esporte, a cerimônia ainda premiou os melhores atletas das 22 modalidades do programa paralímpico. Também receberam homenagem Fábio Dias (atletismo), como melhor técnico de modalidade individual, e Dailton Freitas (goalball), melhor técnico do ano em esportes coletivos. O prêmio de atleta revelação foi para Daniel Tavares, do atletismo. O jovem de 19 anos foi campeão mundial em Doha nos 400m T20.

O presidente do CPB, Andrew Parsons, homenageou o senador Romário e a deputada federal Mara Gabrilli, que receberam o prêmio personalidade paralímpica do ano. Os dois não puderam estar presentes na premiação no Rio, mas foram lembrados pela importância do trabalho de ambos pela aprovação do Estatuto da Pessoa com Deficiência – Lei Brasileira da Inclusão, sancionado pela presidenta Dilma Rousseff em julho.

Para escolha dos melhores atletas das 22 modalidades, dos técnicos e do atleta revelação, foram ouvidos diretores e chefes técnicos do Comitê Paralímpico Brasileiro e representantes do Conselho dos Atletas.