Quinto pódio para Pipo Derani em Fuji

Foto: Clement Marin //

Brasileiro foi uma das estrelas das 6 Horas de Fuji, destacando-se numa corrida disputada em condições difíceis no Japão.

Foi uma corrida cheia de emoções para o piloto Pipo Derani, que correu pela primeira vez em Fuji, no Japão, neste domingo. O jovem brasileiro da LMP2, que pilota o #28 Ligier JS P2 (Dunlop / Nissan) da equipe G-Drive, fez uma corrida sem erros em condições difíceis e ajudou a equipe a terminar na terceira colocação na sexta etapa da temporada do FIA WEC (Campeonato Mundial de Endurance).

Ao lado dos companheiros Gustavo Yacaman (Col), que largou e fechou a prova, e Ricardo Gonzalez (Mex), Derani fez de tudo para lutar contra os líderes na competitiva LMP2, depois de um começo frustrante em virtude de uma punição de 35 segundos por excesso de velocidade nos boxes.

Depois de cair para último, o trio conseguiu se recuperar brilhantemente para cruzar a linha de chegada em terceiro lugar, após várias disputas na pista. Com três stints seguidos, pilotando quase três horas da prova, Derani foi um dos destaques e contou com uma boa performance do carro e dos pneus Dunlop. A prova que começou com muita chuva teve a vitória do outro carro da equipe G-Drive, pilotado por Julien Canal, Roman Rusinov e Sam Bird.

No geral, a vitória ficou com o trio Timo Bernhard, Mark Webber, Brendon Hartley, da equipe Porsche da LMP1, que largou da pole position.

“Foi uma corrida boa e brigamos bastante, mostrando um ritmo muito bom”, declarou Derani. “Quando eu entrei no carro, chovia muito e estávamos em último na LMP2, atrás inclusive de vários carros da GT, mas acabei recuperando. Fiz um ‘triple stint’, três ‘stints’ diretos, seguidos, com o mesmo jogo de pneus e acabei entregando o carro em quarto para a 1h30 final da corrida. Acabei andando quase três horas direto, então da minha parte fiquei muito satisfeito. O carro estava muito bom e tenho de agradecer muito ao meu engenheiro e à Dunlop também, pelo excelente pneu que nos deram para essa prova”, declarou Derani, que completa 22 anos nesta segunda-feira.

Com o resultado, Pipo e os companheiros se mantêm em terceiro na classificação do campeonato, agora com 119 pontos, a apenas três pontos dos vice-líderes Matthew Howson e Richard Bradley, que abandonaram a prova de hoje, após Bradley se envolver num acidente com Yacaman nos trinta minutos finais. A batida ficou sob investigação, mas no final os comissários repreenderam Bradley por sua atitude e Yacaman foi isento de qualquer responsabilidade pelo incidente. Canal, Rusinov e Bird são os novos líderes da LMP2, com 134 pontos.

“Com certeza, a gente tinha carro para vencer hoje. Éramos os mais rápidos na pista em várias partes da prova. O pódio foi bom, pelo problema no nosso início de corrida, mas é uma pena porque a gente poderia ter vencido hoje. Mas ainda faltam duas corridas para o final do campeonato e a gente espera conseguir essa primeira vitória nas próximas provas, o que vai ser extremamente importante na briga pelo título”, completou o brasileiro.

Em sua temporada de estreia, Derani já conquistou cinco pódios em seis etapas até aqui do FIA WEC. A próxima corrida, sétima e penúltima etapa, acontecerá no dia 1º de novembro, em Xangai, na China.