3 de outubro de 2015

Raiza Goulão e Rubinho Valeriano buscam pontos

265513_545626_dsc01512

Foto: Divulgação //

Competição em Rio das Ostras (RJ) ofertará 60 pontos aos campeões das elites, na corrida para os Jogos Olímpicos de 2016.

Atrás de pontos para elevar a classificação do País na busca por mais vagas nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e se garantirem na disputa, a dupla de ciclistas da AOO Specialized, Raiza Goulão e Rubinho Valeriano, compete neste domingo na terceira e última etapa da Taça Brasil de MTB, em Rio das Ostras. Classe C1 na UCI (União Ciclística Internacional), a prova no interior do Rio de Janeiro ofertará 60 pontos aos campeões das elites. Enquanto Raiza é a líder brasileira no ranking mundial, Rubinho é o numero 2 entre os homens.

Como país-sede da Olimpíada de 2016, o Brasil já tem uma vaga garantida em cada prova do mountain bike XCO (Cross Country Olímpico). Atualmente, o País ocupa a 16ª colocação entre os homens e a 14ª entre as mulheres nos rankings olímpicos. Para garantir mais uma vaga no masculino, os três melhores ciclistas brasileiros têm que garantir a 13ª colocação, enquanto no feminino as três melhores pontuadas precisam estar na oitava colocação no ranking das nações dentro do ciclo olímpico (de maio de 2014 a maio de 2016) para abrir outra vaga.

“Além de ser uma prova importante, classe C1, teremos, com certeza, a presença de atletas estrangeiros, o que eleva ainda mais o nível da competição. Conheço o percurso e espero conseguir um bom desempenho, sempre pensando na Rio 2016″, avalia Raiza Goulão, que pedalará com sua S-Works Era. “Pude me recuperar um pouco das últimas viagens e focar nos treinos. Agora, só quero pensar e planejar a prova no domingo, esquecer do resto e fazer o que mais gosto, pedalar”, completa a goiana, número 19 do mundo, com 952 pontos, que será uma das representantes do Brasil no Aquece Rio de MTB na próxima semana, na pista olímpica de Deodoro.

Rubinho Valeriano chega a Rio das Ostras motivado pelo vice-campeonato da Copa América de MTB, na Argentina, quando somou 40 pontos nos rankings internacionais,há duas semanas. “Minha expectativa é alta. Venci ano passado e vou tentar sair de novo com o título. Os adversários vão chegar fortes, será uma pista técnica e exigirá bastante da pilotagem, meu estilo preferido. Espero estar me sentindo 100%, porque tem duas subidas bem íngremes, e além disso temos que saber poupar no restante do circuito. Saber administrar”, conta o ciclista mineiro.

Pelo fato de seguir no Estado do Rio de Janeiro, onde também disputará o Aquece Rio, Rubinho levará na bagagem suas duas bicicletas Specialized. “Levarei a full suspension S-Works Epic World Cup e a hardtail S-Works Stumpjumper HT World Cup, porque na semana seguinte já tem o evento preparatório para Rio 2016. Assim, já quero conhecer o local e treinar com as duas bikes. E se conseguir a vaga para a Olimpíada, já estarei melhor preparado”, revela o número 60 do mundo, com 451 pontos.