23 de abril de 2015

Regatas da Copa do Mundo de Vela em Hyères

Robert Scheidt

Foto: Alexandre Saldanha //

Ao todo, 24 atletas brasileiros estão na competição, em dez classes.

A equipe principal de vela do Brasil está pronta para entrar na água. Depois de dois dias para treinos, inscrição e verificação dos barcos, os brasileiros disputam desde ontem, as regatas da etapa de Hyères (França) da Copa do Mundo de Vela. Ao todo, cerca de 600 velejadores e 400 barcos participam da competição, que terá a presença de 24 atletas brasileiros nas dez classes olímpicas: Laser, Laser Radial, 49er, 49er FX, Nacra, Finn, 470 (feminino e masculino) e RS:X (feminino e masculino). Além deles, 39 atletas paraolímpicos também competem, em 25 barcos.

As regatas da fase de classificação serão disputadas até o dia 25, sábado. A medal race, regata da medalha, que reúne os dez melhores de cada classe e tem pontuação dobrada, está marcada para o próximo domingo, dia 26.

De volta às competições após uma cirurgia no joelho direito, Robert Scheidt explica que teve pouco tempo para treinar, mas está animado para a etapa francesa da Copa do Mundo.

“Fiz uma boa recuperação e voltei aos treinos na semana passada. Certamente não estarei 100% na disputa em Hyères, devido ao tempo que precisei ficar parado, mas a vontade de voltar é muito grande e estou bem animado para a competição”, comenta o atleta, dono de 14 títulos mundiais entre as classes Laser e Star.

Defendendo o título conquistado em Hyères no ano passado, a dupla campeã do mundo da classe 49er FX, Martine Grael e Kahena Kunze, entra como candidata a mais um pódio.

“Estamos bem tranquilas para esse campeonato. Vai ser mais uma oportunidade para aprimorarmos a nossa velejada. Sabemos que está cada vez mais difícil se manter no top 5 do mundo, porque as outras equipes também estão evoluindo”, explicou Kahena.