4 de dezembro de 2015

Rio Open anuncia início de venda de ingressos

COLETIVA RIO OPEN 2016

Foto: Divulgação //

Torneio confirma a participação de John Isner, que ao lado de Nadal, Ferrer e Tsonga, formam um time de quatro atletas entre os 11 mais bem colocados do ranking mundial. Ingressos começam a ser vendidos no dia 11 de dezembro.

A terceira edição do Rio Open apresentado pela Claro – ATP World Tour 500 e do WTA Internacional – será realizada entre 15 e 21 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. O maior torneio de tênis da América do Sul, que teve lançamento oficial nesta terça-feira, dia 1, no Rio, já tem grandes nomes confirmados para a edição de 2016, como os espanhóis Rafael Nadal, primeiro campeão do Rio Open e um dos maiores ídolos do esporte, David Ferrer, atual campeão do torneio, o francês Jo-Wilfried Tsonga, 10º colocado no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais) e um dos jogadores mais carismáticos do circuito, além do americano John Isner, 11º, vencedor do histórico jogo de Wimbledon, que teve duração de 11h05.

Entre os brasileiros, Teliana Pereira, Thomaz Bellucci e Marcelo Melo são presenças garantidas no torneio, que terá premiação de US$1,3 milhão para o ATP e US$ 250 mil para o WTA. O Rio Open é organizado pela IMM, holding de negócios nos setores de esportes e entretenimento.

“Estou super motivado para jogar no Rio no ano que vem. Estou no circuito há alguns anos e nunca tive a oportunidade de jogar torneios na América do Sul. Sempre tive uma curiosidade enorme sobre o Brasil. Ouvi falar muito bem do torneio, da localização, do Rio e das praias. Sou um super fã de esportes e a torcida brasileira apaixonante sempre me chamou muita atenção. Não vejo a hora de me encontrar com os fãs do Brasil,” antecipou John Isner.

Uma das outras novidades da próxima edição do Rio Open apresentado pela Claro é que o evento terá novo horário para início das partidas. Os jogos, que nos anos anteriores começavam na parte da manhã, serão realizados a partir das 14h15. A IMM explica que a mudança na programação foi feita a fim de oferecer ao público e jogadores uma experiência melhor, levando-se em conta as altas temperaturas do verão carioca.

“Com as partidas começando depois das 14h, evitamos que o público fique debaixo do sol forte, além de oferecermos aos atletas melhores condições de jogo. O evento foi um grande sucesso nos últimos dois anos, mas sempre analisamos pontos de melhoria e enxergamos que essa mudança traria uma experiência ainda melhor para todos.” diz Luiz Carvalho, diretor técnico do torneio.

Cabe ressaltar que o Rio Open apresentado pela Claro é o único torneio na América do Sul a reunir simultaneamente uma etapa do ATP World Tour 500 e do WTA International, além de ser o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil. O evento também marcou a estreia de uma etapa do circuito WTA no Rio de Janeiro e faz parte de um seleto grupo de treze torneios denominados ATP 500, sendo um dos mais importantes do calendário da ATP, o que o credencia como o maior evento esportivo anual da cidade, e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo, junto com Barcelona e Hamburgo.

“Espero começar 2016 com o pé direito. Jogar em casa pode atrapalhar alguns jogadores pois é uma pressão diferente, mas com o tempo você adquire experiência para lidar com estas emoções e ter a torcida a seu favor”, disse Thomaz Bellucci, que será um dos representantes do Brasil na disputa.

João Souza, o Feijão, também comentou sobre jogar em casa: “Gosto de chamar a torcida. Isso me ajuda e me motiva muito. Jogar o Rio Open é sempre especial”.