Rio Open confirma Nadal na edição de 2016

Foto: João Pires //

Espanhol se junta a Tsonga e joga o maior torneio da América do Sul pelo 3º ano consecutivo.

A IMM confirmou na última quinta-feira, a participação do nove vezes campeão de Roland Garros e número um do mundo por 141 semanas, Rafael Nadal na 3a. edição do maior torneio de tênis da América do Sul, o Rio Open apresentado pela Claro. Nadal se junta a Jo-Wilfried Tsonga na lista de estrelas que já garantiram presença para jogar o ATP World Tour 500 e o WTA International, de 15 a 21 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro.

Campeão da edição inaugural do Rio Open, em 2014, Nadal volta a jogar na capital carioca em busca do segundo título e de uma boa preparação rumo à 10a. conquista em Roland Garros. “O Rio Open é um torneio muito importante no calendário do tênis, em um país muito especial. Jogar um ATP 500, no saibro, no início da temporada é muito bom para o meu jogo. Desenvolvi uma relação especial com o público brasileiro nos últimos dois anos e adoro voltar para o Brasil para jogar diante dos fãs que me recebem tão bem na Cidade Maravilhosa,” disse Rafael Nadal, atual 7o. colocado no ranking mundial.

Maior campeão de Roland Garros da história, com nove títulos, tendo se tornado o único a ter vencido o mesmo Slam por nove vezes, Nadal tem também outros cinco títulos de Grand Slam, incluindo dois em Wimbledon e US Open e um no Australian Open. Em 2010, ao vencer o US Open, se tornou o sétimo jogador da história a completar o Grand Slam, ou seja, ter vencido todos os quatro torneios da categoria. Com as 14 conquistas nesse tipo de torneio, Rafael Nadal é o 2º jogador na lista dos mais vitoriosos nos Grand Slams, empatado com Pete Sampras e atrás apenas de Roger Federer. Além desses títulos, o espanhol possui 27 conquistas em torneios Masters 1000 e uma medalha de ouro olímpica (em Pequim 2008). No total são 67 títulos de simples, sendo 47 no saibro. Caso vença o Rio Open, pode igualar o recorde de Guillermo Vilas de 49 títulos no saibro.

“É um privilégio ter o Nadal pelo terceiro ano seguido no nosso país. Já no primeiro ano que ele jogou no Rio criou-se uma conexão especial dele com o público brasileiro e o fato dele voltar, reafirma a importância do Rio Open no calendário dos melhores jogadores do mundo. Com o Tsonga e Nadal, dois legítimos top 10, já confirmados, podemos esperar por mais um Rio Open de altíssimo nível em 2016,” disse o Diretor do Torneio, Luiz Procopio Carvalho.