Rodrigo Baptista é destaque da Pirelli World Challenge

Foto: Bob Chapman //

Piloto do HTPro Team teve um fim de semana de excelentes resultados na penúltima etapa da temporada para sua categoria, a GTS, no Circuito das Américas, no Texas.

O paulistano Rodrigo Baptista, de 20 anos, voltou a viver dias de alta performance na Pirelli World Challenge, competição norte-americana de automobilismo multimarcas. Na penúltima etapa da temporada para a GTS, Digo – como é conhecido – garantiu uma terceira colocação na corrida 1 do fim de semana, para na seguinte subir no lugar mais alto do pódio. Dois resultados importantes no Circuito das Américas, em Austin, no Texas (EUA), que colocam o atleta do HTPro Team na luta pelo top 3 da classificação.

Na primeira corrida Rodrigo Baptista largou em terceiro lugar e, beneficiado por uma punição ao vencedor após as 22 voltas, Scott Dollahite, o piloto brasileiro herdou a terceira colocação. “Tirando o fim de semana que venci as duas corridas, em Lime Rock Park, em Connecticut (EUA), foi uma das melhores etapas para mim. Na primeira corrida meu carro não estava suficientemente bom para competir com os três primeiros. E, com a punição ao primeiro, garanti um top 3”, contou. À sua frente estiveram Ian James e Parker Chase.

Na corrida 2, Digo fez um excelente início, para depois manter-se na primeira posição. O pódio foi completado ainda por Parker Chase e Jeff Courtney. “Venci neste domingo (3) praticamente na largada, quando consegui iniciar bem e pulei de quinto para segundo. No fim da primeira volta já era o primeiro colocado e o carro estava muito bom”, avaliou o piloto do HTPro Team.

“Na metade final perdi um pouco em relação aos adversários, mas naquele momento só precisava administrar a liderança. Meu carro estava mais rápido do que os concorrentes pela vitória nas retas e por isso era só eu fechar bem nas curvas mais lentas”, contou o brasileiro, que pilota o carro 3, uma Porsche Cayman GT4 Clubsport MR.

Após a etapa de Austin, Rodrigo Baptista começa a preparação para a decisão da GTS entre os dias 15 e 17 de setembro, em Sonoma, na Califórnia (EUA), cidade de sua equipe, a Flying Lizard Motorsports. Enquanto o campeão antecipado, Lawson Aschenbach (EUA), e o vice-líder, Ian James (GBR), tem uma boa folga nas duas primeiras colocações, a briga pelo top 3 ainda está aberta. Com os bons resultados, Digo pulou para 219 pontos, mesma pontuação de seu companheiro Nate Stacy (EUA). A terceira colocação é de Martin Barkey (CAN), com 236.

A favor do brasileiro na busca pelo top 3 no geral, em que precisa tirar 17 pontos de desvantagem pra Martin Barkey, está seus bons resultados na temporada. Em 16 corridas, Rodrigo venceu quatro e foi top 5 em outras três oportunidades. Tanto Barkey quanto seu companheiro Nate Stacy obtiveram vitórias em 2017. O norte-americano Stacy foi terceiro colocado duas vezes, enquanto o canadense tem dois quartos lugares como melhores classificações.