12 de novembro de 2015

Rubinho Valeriano conquista o hexacampeonato

268880_556093_img_0672_44_edit

Foto: Álvaro Perazzoli //

Patrocinados pela Specialized, Larissa Brasa (júnior) e Lucas Sírio (juvenil) também são campeões da temporada. No Rio de Janeiro, André Bretas vence etapa do Campeonato Carioca de Downhill.

Os ciclistas Specialized estiveram entre os destaques da decisão da Copa Internacional Levorin de MTB, em Congonhas, neste último fim de semana. Dos quatro inscritos na competição, três garantiram o título da temporada: Rubinho Valeriano (super elite), Larissa Brasa (júnior) e Lucas Sírio (juvenil). Terceiro colocado da sub-23 na “Cidade dos Profetas”, Naydson subiu posições na classificação anual e terminou em terceiro no geral. Em provas realizadas no Estado do Rio de Janeiro e André Bretas venceu a etapa final do Carioca de Downhill.

A decisão da CIMTB Levorin começou bem para Rubinho Valeriano na última sexta-feira quando venceu o Desafio da Ladeira de Uphill (subida de montanha). Com a vitória, o ciclista da AOO Specialized viu sua distância de 19 pontos aumentar para 39 em relação ao seu principal concorrente. Assim, administrar na Maratona do domingo era o necessário para a conquista do título. Com a décima colocação, Rubinho garantiu seu sexto troféu da principal competição de MTB da América Latina.

“Estou muito feliz com esse feito inédito em minha carreira. Só quero comemorar muito a conquista de mais um troféu importantíssimo”, vibrou Rubinho, que optou por pedalar com sua S-Works Stumpjumper HT Carbon. “Sabia que o percurso teria muitas subidas, e de todos os jeitos. Maiores, menores mas inclinadas e outras que você nem percebe direito, mas está subindo. Optei pela minha bike rígida por isso. Nas descidas não tinha trechos técnicos, ou seja, não necessitava usar minha full suspension. Foi a melhor decisão, sem dúvida”, comentou Rubinho.

O foco do ciclista, que representou o Brasil em Pequim 2008 e Londres 2012, segue em somar o maior número de pontos até o fechamento do ciclo olímpico em maio de 2016. “Agora é pensar muito em provas com pontuação no ranking olímpico. Minha cabeça nos próximos meses é ir atrás da segunda vaga na Olimpíada Rio 2016. Seria muito legal e importante para o MTB ter dois representantes em Deodoro. O nível dos atletas está alto e bem disputado no Brasil. Farei de tudo para estar com o uniforme da seleção brasileira em mais um Jogos Olímpicos”, definiu Rubinho.

Os outros dois campeões da marca na competição viviam momentos distintos na competição. Enquanto Larissa Brasa (Specialized Hoffmann XCO) precisava de um bom resultado para ultrapassar a líder, Lucas Sírio (AOO Specialized) estava na primeira colocação e teria que competir de forma mais cautelosa. Com a segunda colocação em Congonhas, ambos garantiram o título de 2015.

“A largada foi muito forte, com os rivais colocando um ritmo intenso. Na metade da prova cheguei a ficar em quarto e não me sentia muito bem. Resolvi tirar o pé e depois fui melhorando. Busquei a segunda colocação, que era o necessário para conquistar mais um título na Copa Internacional de MTB”, comentou Lucas, bicampeão da CIMTB. “Estou bem feliz. Minha meta era também conquistar o título brasileiro, mas não consegui devido a uma fratura. Esse título fecha bem 2015″, completou o atleta, que pedalou com sua Epic Expert World Cup.

Já Naydson Cortes (Specialized Hoffmann XCO) iniciou a final sem chances de ser campeão, mas consciente da importância de melhorar sua classificação, a quinta colocação, após duas etapas. Terceiro colocado na Maratona, Naydson cumpriu seu objetivo e terminou em terceiro lugar no geral. “Com todo apoio da Specialized e da Hoffmann XCO consegui mais um bom resultado na minha carreira. Estou muito feliz e satisfeito. Primeira vez competindo com uma bike aro 29 em Congonhas. É outra coisa. Minha bike Elite Carbon World Cup tem muita qualidade e me ajudou demais”, contou Naydson.

Temporada vitoriosa

Campeão brasileiro de Enduro MTB e do Brasil Enduro Series na atual temporada, André Bretas segue com tudo em 2015. Neste fim de semana André competiu na sexta e última etapa do Campeonato Carioca de Downhill, realizado em Simão Pereira, na divisa com Minas Gerais. Em ótima condição física e técnica, Bretas garantiu o título da etapa. “Conquistar essa vitória é muito gratificante. Vibrei demais porque há alguns anos não competia no Carioca e não ganhava uma prova de Downhill. Já fui campeão Carioca anteriormente e vencer essa prova foi importante. Um resultado expressivo desde que passei a me focar no Enduro MTB. Tenho que comemorar”, lembrou Bretas.

“A chuva durante a noite anterior mudou muito o ritmo dos atletas, porque a pista ficou com muito barro e escorregadia. A cada descida de um piloto o perfil do percurso mudava, com um terreno desafiador para todos. Para mim foi produtivo, porque quanto mais técnico mais consigo me sobressair. Ou seja, chover foi ótimo e me deixou feliz e confiante antes do início da decisão”, avaliou Andre Bretas. “A disputa foi apertada. O nível do Campeonato Carioca está cada vez mais alto ano após ano. O clima local foi o maior vilão para alguns. Gostaria de destacar também o ambiente bem legal do evento, por ser em um hotel fazenda tinha muita família, o que torna a competição bem mais bacana”, complementou o piloto, que pedalou com sua bike S-Works Demo 27.5.