Seleção Brasileira fatura medalhas na Badminton Cup

Foto: Nelson Toledo/Fotojump //

Ygor Coelho, Lohaynny/Luana Vicente e Hugo Arthuso/Fabiana Silva são aos campeões da edição 2015 do torneio.

A Seleção Brasileira brilhou na 30ª edição da Brazil International Badminton Cup. No último domingo, no ginásio do Club Athletico Paulistano, em São Paulo, os jogadores conquistaram três medalhas de ouro. Ygor Coelho obteve uma façanha histórica na simples masculina e derrotou o guatemalteco Kevin Cordón, bicampeão dos Jogos Pan-Americanos. As irmãs Lohaynny e Luana Vicente venceram na dupla feminina. E Hugo Arthuso e Fabiana Silva ganharam na dupla mista. Hugo ainda levou uma prata com Daniel Paiola na dupla masculina e Fabiana outra prata na simples feminina. Para completar, Rafael Lajusticia e Estefane Ventura levaram o bronze na dupla mista.

Desde o início de 2013, quando o técnico português Marco Vasconcelos assumira o comando da Seleção, o país ainda não havia conseguido vencer a Brazil International Badminton Cup. Agora não só venceu como obteve medalhas nas cinco categorias em disputa.

A vitória mais emocionante veio com Ygor. Atual número um do Brasil no ranking mundial da Federação Internacional de Badminton (BWF) e 74º do mundo, ele se tornou o primeiro brasileiro a derrotar o número um das Américas e cabeça de chave número um do torneio. O triunfo sobre Cordón (53º) foi o mais importante da carreira do jovem jogador de 19 anos. “Essa foi a quarta vez que o enfrentei e estava muito confiante. Sempre o admirei, o vi jogar no Pan do Rio, em 2007, e me inspirei nele. É uma referência para mim”, afirmou Ygor.

O brasileiro fez um excelente primeiro set e venceu por 21 a 18. No segundo, continuou bem e chegou a abrir 19 a 12. Mas viu Cordón reagir. Ygor chegou a ter dois match points, mas acabou derrotado por 22 a 20. Na parcial decisiva, manteve a calma, escutou o treinador e contou com um apoio crucial para vencer por 21 a 19. “Estava jogando em casa e quase desistindo pois ele abriu 6 a 2. Isso, para mim que sou novo, é complicado. Só que a torcida me apoiou o tempo todo e não me deixou desistir”, disse Ygor.

Com a vitória, o brasileiro vai somar 2.500 pontos no ranking mundial, critério que definirá os representantes nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. A disputa de Ygor na simples masculina é com Daniel Paiola. A definição sairá no dia 1º de maio. “Ele está colado comigo. Cada um deseja o melhor para o outro e somente no fim vamos saber quem vai para a Olimpíada”, declarou o campeão.

Na dupla feminina, Lohaynny e Luana (41ª) tiveram uma final tranquila. As brasileiras medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015 derrotaram as peruanas Daniela Macias e Danica Nishimura (87ª), por 2 sets a 0, parciais de 21-9 e 21-11. “Tínhamos começado mal o torneio, meio moles. Mas dessa vez jogamos bem e tornamos o jogo mais tranquilo. Elas formam a melhor dupla do Peru e já tivemos partidas equilibradas contra elas. Entramos focadas e vencemos”, analisou Luana.

Hugo Arthuso e Fabiana Silva (106º) entraram em quadra para o último jogo do campeonato depois de ficarem com a prata na dupla masculina e simples feminina, respectivamente (mais detalhes abaixo). A perda da medalha de ouro não abalou dupla brasileira, que venceu os austríacos David Obernosterer e Elisabeth Baldauf (55º), por 2 sets a 1, parciais de 21-15, 16-21 e 21-19.

“Todo mundo acha que só porque perdi na simples, em que estou tentando a vaga olímpica, eu iria desanimar. Pelo contrário, mantenho o foco sempre. Conversamos bastante antes do jogo e acertamos o necessário. Já vínhamos jogando bem e mantivemos a tranquilidade”, disse Fabiana.

Mais cedo, a brasileira (81ª) perdeu a final de simples para a húngara Laura Sarosi (86ª), por 2 sets a 1, parciais de 21-18, 18-21 e 15-21. Na chave de duplas masculina, Hugo Arthuso e Daniel Paiola (57º) foram derrotados pelos mexicanos Job Castillo e Lino Muñoz (54º), por 2 sets a 0, parciais de 18-21 e 14-21.