19 de dezembro de 2015

Shimano comemora sucesso do Pedal das Capivaras

272231_567274_passeio_1

Foto: JB Carvalho //

Passeio ciclístico pela despoluição do Pinheiros reuniu cerca de 50 convidados na manhã deste domingo, na ciclovia que margeia o rio.

A Shimano promoveu, na manhã do último domingo, a quinta edição do Pedal das Capivaras, passeio ciclístico com o objetivo de conscientizar o poder público e a população sobre a importância de despoluir o Rio Pinheiros. Cerca de 50 convidados partiram do Bike Park Cancioneiro para um percurso de aproximadamente 20 quilômetros na ciclovia que margeia o rio.

“O dia bonito ajudou, e, como prevíamos, veio muita gente. Nosso objetivo foi cumprido: a conscientização e a mobilização das pessoas. No próximo ano estaremos aqui de novo, fazendo um Pedal bacana como este. Agradeço muito a todos os envolvidos”, afirmou o gerente de marketing da Shimano, Rogério Tancredi.

Lançada pela Shimano em 2011, a iniciativa é um movimento do mercado de bicicletas em prol da sustentabilidade e da melhoria do espaço público, questões inerentes à utilização da bicicleta como alternativa de mobilidade urbana.

O passeio de 2015 teve uma novidade em relação aos anos anteriores. Durante o trajeto, os convidados receberam informações e dados históricos sobre o Rio Pinheiros, transmitidas via fones de ouvido por Alice Silva, bióloga da Ambiens Soluções Ambientais.

“Achei o máximo, porque adoro andar de bicicleta. A iniciativa é muito legal, pois faz as pessoas saírem de casa e ainda oferece a elas informações novas sobre a história de São Paulo. Eu mesma fiquei surpresa com alguns dados descobertos durante a pesquisa realizada para o Pedal. Fiquei bem contente com a receptividade do pessoal”, disse Alice.

O ex-ciclista Cleber Anderson, um dos convidados, definiu o evento como “importantíssimo” e disse acreditar que o Pedal das Capivaras um dia entrará para a história como precursor do movimento responsável pela despoluição do Rio Pinheiros.

“Despoluir é possível, temos de nos basear nos exemplos da Europa para acreditar nisso. Hoje existem empresas especializadas em cuidar dos resíduos de pequenas comunidades, condomínios, e entregar uma água própria para reúso. O poder público precisa começar a cuidar disso, a fiscalizar, transformar isso em lei. O engajamento tem de envolver toda a população, com cada um fazendo sua parte”, pontuou Cleber.

Willian Cruz, do portal Vá de Bike, ressaltou o papel da ciclovia para conscientizar o paulistano sobre a importância de discutir o tema. Desde a inauguração, em fevereiro de 2010, cerca de 2,3 milhões de pessoas – sendo 431 mil ciclistas entre janeiro e outubro deste ano – já pedalaram no local, administrado pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

“O rio ficou esquecido por décadas, a sujeira era ‘varrida para debaixo do tapete’. Com o advento da ciclovia, as pessoas passaram a frequentar este lugar e a ver os problemas. Por isso temos eventos como o Pedal das Capivaras, responsáveis por questionar a poluição e sugerir maneiras de melhorarmos isso. Foi muito legal o apoio da bióloga [Alice Silva], pois as pessoas tem de entender como foi o rio, como ele é e como pode vir a ser. Há um potencial turístico enorme no Pinheiros, e isso precisa ser aproveitado pela cidade e por seus cidadãos”, afirmou Willian.

O ultraciclista Claudio Clarindo (Specialized Factory Racing Team/Shimano) também prestigiou o Pedal das Capivaras. “São Paulo está ‘respirando bike’, e ações como esta dão mais visibilidade à necessidade de cuidarmos do Rio Pinheiros. A ação é perfeita, a Shimano está de parabéns. Precisamos conscientizar as pessoas”.

Debate

O escritório da Shimano em São Paulo foi sede, na quarta-feira, de debate sobre a despoluição do Rio Pinheiros. Profissionais do setor de Bicicletas, membros de órgãos governamentais e representantes da mídia especializada e de ONGs engajadas no tema discutiram por aproximadamente duas horas os problemas e as possíveis soluções para a revitalização de um dos rios mais importantes da capital paulista.

O debate é uma iniciativa inédita e tem como objetivos não apenas alimentar a discussão e semear sugestões, mas também criar um grupo envolvendo organismos e profissionais que têm legítimo interesse em divulgar e trabalhar pela causa da despoluição do Rio Pinheiros. Nesse contexto, a Shimano se coloca como incentivadora do movimento e elo de ligação entre estas partes, por enxergar na bicicleta e no ciclista os elementos de uma transformação gradual e necessária para a melhoria da qualidade de vida de todos e das gerações futuras.

“Em 2016 vamos ampliar a discussão da despoluição do Rio Pinheiros por meio de um debate ainda maior, aberto ao público e com a participação de mais entidades e veículos de comunicação”, prometeu João Magalhães, responsável pelo departamento de comunicação da Shimano.

Josimar Sena campeão na estreia da nova handbike

O mineiro Josimar Sena venceu a terceira e última etapa do Campeonato Paulista de Paraciclismo, disputada em São José dos Campos no último domingo. A competição marcou a estreia da nova handbike Bólido CX1 em competições oficiais. Lançado na quinta-feira retrasada, o primeiro modelo brasileiro para atletas de alto rendimento provou sua eficiência.

Josimar finalizou a prova com duas voltas de vantagem sobre o segundo colocado, terminando a competição com a segunda colocação geral. A velocidade média atingida pelo paraciclista – 32,8 km/h – foi a mais alta registrada em sua carreira.