15 de abril de 2015

Sucesso na 1ª etapa do Endurance Brasil em Tarumã

249954_490288_paolo.reis.endurance.0.03

Foto: Paolo Reis //

Com um grid de 53 carros, Tarumã viu oito categorias em um duelo de duas horas de muita emoção.

A primeira etapa do Endurance Brasil/RS – Duas Horas de Tarumã foi de sucesso absoluto, com um grid de 53 carros, que rasgaram a reta de um dos autódromos mais tradicionais do Brasil neste domingo. A prova contou com oito categorias e um público que lotou o circuito gaúcho, para ver de perto protótipos, carros dos sonhos como Ferrari, Lamborghini, Maserati e vários modelos de carros de turismo.

Um lindo dia de sol pela manhã indicava que a prova não teria surpresas, mas a chuva mudou o quadro da corrida logo nas primeiras voltas, quando todo o grid usava pneus para pista seca e teve que entrar para box para a troca pelo slick.

A vitória ficou com o protótipo MRX #28 de Juliano Moro, Gustavo Martins e Cristiano Almeida, depois de enfrentarem problemas na parada de box, onde foram atingidos por outro carro, perdendo duas voltas na corrida. Mesmo com o problema o trio foi recuperando a posição para cruzar a linha de chegada em primeiro.

Vencedores da categoria GP1 J.Moro/G.Martins/C.Almeida (MRX #28)

“Foi uma corrida bem complicada com duas horas intercalando pista molhada com seca, mas deu tudo certo. Conseguimos a vitória quando ultrapassamos na última volta o MRX #75 do Henrique Assunção e do Ronaldo Kastropil. No final deu tudo certo”.

Vencedores da categoria P2 – N.Ribeiro/J.Ribeiro (MRX #65)

“Nós viemos de longe e sempre fomos recebidos muito bem e todo mundo nos ajuda muito. Somos todos amigos aqui e vencer é sempre muito bom”.

Vencedor da P3 – Franco Pasquale (Tubarão VII #78)

“Essa foi minha estreia nos protótipos e já conquistei uma vitória e fiz a pole na categoria. Estou muito feliz! Agora preciso pensar nas próximas para tentar manter esse mesmo ritmo”.

Vencedores da GT1 – A. Senger/H.Giacomello (Ferrari #17)

“Foi uma corrida de superação, pois ontem tivemos um acidente e não tivemos como recuperar o carro. Hoje pegamos a Ferrari 430 e deu tudo certo. Temos que pensar que a vitória da equipe Mottin Racing valeu todo o esforço. Isso é prova que corrida só se ganha na bandeirada”.

Vencedores da GT2 – Luis Augusto/Luis Fernando Bassani/T. Tecchio (Maserati #06)

“Essa sensação de vencer é a melhor. Vencer é muito bom. A categoria está crescendo bastante. Temos muito apoio da família e temos que dividir essa vitória com a equipe e o Cláudio Ricci, que é nosso coach há três anos e não mede esforços para nos ajudar”.

Vencedores da TS – C.Paiva/J.Martini/R.Bacher (Volvo #177)

“Foi fantástico. A categoria está muito boa e tivemos um grid muito grande. Na corrida aconteceram algumas situações que dificultaram ainda mais a prova como a chuva no início da corrida em um grid com mais de 50 carros, esses ingredientes foram muito legais e conseguirmos vencer é muito gratificante”.