Taça Brasil de MTB

Guilherme Muller, campeão Sub-23  //  Foto: Pedro Cury/LM Shimano   //

O fim de semana foi repleto de resultados positivos para os ciclistas Shimano nas mais diversas modalidades do esporte.

No Campeonato Brasileiro de BMX, realizado em Americana (SP), Renato Rezende (Nissan/Chase Bicycles/Shimano) sagrou-se campeão nacional na Elite Masculina e Julia Alves (GiosBr/Shimano) a terceira colocada na Feminina. Além dos bons resultados na prova principal, a dupla também se destacou no Time Trial (Contrarrelógio), realizado sábado (5). Enquanto Renato foi campeão, Julia foi vice na categoria Júnior.

No Cross Country Olímpico (XCO), a dupla de ciclistas da LM/Shimano, Isabella Lacerda e Guilherme Muller, foi campeã em suas respectivas categorias, Elite Feminina e Sub-23, da Taça Brasil de MTB, em Rio das Ostras (RJ). Ainda na cidade fluminense, Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) garantiu o pódio na Elite Masculina, ao finalizar na quinta colocação. Na França, onde disputou-se a etapa europeia do Crankworx, Bernardo Cruz (GT Bicycles/Shimano) subiu no pódio do Whip-Off Championships com a terceira colocação, e no Polygon Air DH, prova do Downhill, foi Top 10 entre mais de 170 participantes em sua categoria.

No BMX, Renato Rezende mostrou porque é o melhor atleta brasileiro da modalidade, ocupando atualmente a décima colocação do ranking internacional. O ciclista Shimano conquistou as duas provas oficiais do Campeonato Brasileiro. No sábado faturou o Contrarrelógio e no dia seguinte a final da prova principal. “Estou muito feliz com minha participação aqui no Brasil. Estava com saudades de competir em casa. Os treinamentos estão dando resultado e quero agradecer a todos que me ajudam, desde confederação até patrocinadores e apoiadores. Das últimas quatro corridas que eu fiz, venci três e isso mostra que estamos no caminho certo”, comemorou Renato.

Ainda no Brasileiro de BMX, Julia Alves confirmou que tende a ser um dos principais nomes da modalidade feminina nos próximos anos. Além do vice no Contrarrelógio entre as atletas da Júnior, se destacou como terceira na prova final, no domingo, disputando a Elite Feminina. “Não sei nem explicar essa sensação de estar entre as melhores do País em uma categoria que não é minha, porque tenho 18 anos e participo de provas na Júnior. Fico feliz porque comprova que meus treinos estão rendendo e isso me dá uma confiança a mais para o Mundial em Rotterdam (HOL), no fim deste mês”, avaliou Julia.

Campeã da primeira etapa da Taça Brasil de MTB em Campo Largo, em março, Isabella repetiu o feito em Rio das Ostras e garantiu mais 30 pontos no ranking mundial. “Larguei com o objetivo de dar o máximo a prova toda e sustentar o limite máximo de tempo que conseguisse, independentemente do resultado. Graças a Deus deu tudo certo e consegui a vitória. Estou muito feliz e agradeço família, equipe LM/Shimano, meus patrocinadores e meu treinador, Cadu Polazzo, por toda dedicação em meu treinamento”, comemorou Isabella.

Além do título no Sub-23, Guilherme Muller comprovou que é uma das revelações do MTB brasileiro, ao encerrar a prova da Super Elite na sexta colocação, repetindo o resultado da abertura da Taça Brasil. “Foi uma ótima prova. Larguei bem e consegui me colocar entre os sete primeiros da Super Elite. Na segunda volta assumi a liderança da Sub-23 e abri uma pequena vantagem. A partir daí, procurei fazer uma prova constante e sem erros para garantir o título”