Vasco Ribeiro sagra-se campeão nacional de surf 2014

Fotos: Pedro Mestre //

Numa decisão levada ao limite, Vasco Ribeiro conquistou o título nacional de surf masculino deste ano, ao alcançar a final do Montepio Cascais Pro by Ericeira Surf & Skate, quinta e última etapa da Liga MOCHE 2014, com ondas óptimas, de 1.5m a 2 m, na praia do Guincho.

Com o seu único rival nesta disputa, Frederico Morais, também na final, Vasco tinha obrigatoriamente de chegar à última bateria da prova para conquistar o seu terceiro título nacional, o que acabou mesmo por conseguir. Já aí, Frederico, local da praia do Guincho e campeão nacional em título, acabou por mostrar porque foi o melhor surfista desta etapa, alcançando as melhores ondas e maiores scores totais em quase todas as fases, não dando hipótese a Vasco e terminando o ano como começou – a vencer! Com a sua segunda vitória do ano, Frederico Morais foi ainda vice-campeão nacional de surf em 2014.

“Estou muito satisfeito com a minha prestação e com esta vitória em casa, com ondas boas. Fiz tudo o que podia fazer para revalidar o título, mas o Vasco é um excelente competidor e um grande atleta. Somos bons amigos, por isso quero dar-lhe os parabéns por mais esta grande vitória, sobretudo por ter sabido dar a volta a um ano passado menos bom e com uma lesão! Parabéns também a todos os competidores, patrocinadores e organização da Liga MOCHE, que é um conjunto de eventos excelente,” comentou “Kikas” na entrega de prémios.

Já Vasco Ribeiro, apesar do segundo lugar, acabou por conquistar quase tudo o que havia para conquistar. Além do terceiro título nacional de surf, aos 19 anos, Vasco conseguiu também a vitória no ranking final do MOCHE Wildcards, que atribuem dez lugares para os MOCHE Trials, a prova que dará acesso a um convite (wildcard) para a etapa portuguesa do circuito mundial de surf, em Peniche, e que será disputada nos dias 3 e 4 de Outubro, em Supertubos.

Mas o agora tri-campeão nacional mais novo de sempre do surf português acabou por vencer também o Prémio Ericeira Surf & Skate, atribuído ao surfista sem patrocínio principal melhor colocado no ranking final da Liga MOCHE 2014. O vencedor deste prémio será convidado a integrar o team da Ericeira Surf & Skate em 2015, onde terá incluído material para a prática da modalidade, bem como as inscrições em todas as provas oficiais da ANS.

“Hoje, quando acordei, sabia que tinha de chegar à final se quisesse ser novamente campeão nacional de surf, por isso foi sempre esse o meu objectivo ao longo de todo o dia. Eu tinha dito, antes da prova começar, que gostava muito que a decisão fosse até à bateria final, entre mim e o Kikas, o que acabou por acontecer! Estou muito satisfeito por ter cumprido mais este objectivo e quero dar os parabéns a todos os que fazem desta a melhor competição do surf nacional. Agradeço também o Prémio Ericeira Surf & Skate, que considero uma excelente iniciativa, mas ofereço-o à Associação Nacional de Surfistas, para que decidam a quem melhor possa fazer falta, uma vez que estou a negociar novos patrocínios para 2015,” afirmou o surfista de São João do Estoril.

Nas meias-finais, em terceiro lugar ex-aequo, ficaram João Guedes (campeão nacional em 2009), no seu melhor resultado do ano, e Pedro Henrique, surfista brasileiro radicado em Portugal e ex-campeão mundial júnior, que já tinha alcançado as meias-finais da etapa anterior, no Algarve. Os quintos classificados no Montepio Cascais Pro by Ericeira Surf & Skate foram Eduardo Fernandes, Gonzalo Zubizarreta (surfista galego residente em Portugal) e os gémeos Luca e Joackim Guichard, de Tavira. Na fase anterior aos quartos de final homem-a-homem, disputada logo pela manhã, ficaram surfistas como Miguel Blanco, Nicolau Von Rupp, José Ferreira ou Ruben Gonzalez, entre outros, o que constituiu as maiores surpresas do dia.

Joackim Guichard foi ainda o vencedor da quinta Malibu Expression Session do ano, que atribuiu 500€ à melhor manobra, um re-entry de backside muito forte, executado nessa bateria especial. “Finalmente tivemos ondas para eu poder vencer uma Malibu Expression Session com manobras na parede! Não sou muito bom nos aéreos… isso é mais com o meu irmão,”confessou Joackim em tom de brincadeira, referindo-se ao irmão gémeo Luca, vencedor de várias Malibu Expression Session em 2013.

No feminino, Carina Duarte venceu esta última etapa da Liga MOCHE, à semelhança do que tinha feito na etapa anterior, conquistando o vice-título nacional, depois de um ano menos consistente. A campeã nacional de 2013 bateu na final a nova campeã nacional, Teresa Bonvalot, a local do Guincho Camilla Kemp e a ericeirense Ana Sarmento, respectivamente segunda, terceira e quarta classificadas no Montepio Cascais Pro by Ericeira Surf & Skate. “Estou mesmo feliz por ter conseguido mostrar o meu surf em competição,” afirmou a campeã da etapa. “Tive alguns altos e baixos este ano, mas agora acho que os treinos estão a mostrar resultados e espero continuar com este ritmo em 2015,”concluiu.

Por seu lado, Teresa Bonvalot, de 14 anos, que terminou o ano com um palmarés impressionante de quatro vitórias e dois segundos lugares, cumpriu o seu objectivo e terminou a Liga MOCHE 2014 com um verdadeiro “ponto de exclamação”! “Estou muito feliz por ter conquistado o título nacional feminino, que deixei escapar aqui no Guincho, em 2013. Parabéns a todas as surfistas e obrigado a todos os que tornaram este ano possível,” comentou Teresa, que ainda recebeu oficialmente, pelas mãos do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, o convite para participar no Cascais Women’s Pro, a penúltima etapa do circuito mundial de surf feminino, que se realiza neste concelho, de 1 a 7 de Outubro.

Em jeito de balanço final da Liga MOCHE 2014, Francisco Rodrigues, Presidente da Associação Nacional de Surfistas, comentou “terminámos em grande! Altas ondas, desafiantes e excelente prestação dos surfistas. Por outro lado, o público acarinhou os surfistas de uma forma muito calorosa, criando um ambiente ímpar na praia. Parabéns ao Frederico Morais pelo surf impressionante e de alta técnica que fez nas ondas do Guincho, e também à Carina Duarte, que apresentou uma grande maturidade.”

“A nível geral, podemos dizer que a Liga MOCHE 2014 foi altamente completa. Desde ondas pequenas a grandes, os melhores surfistas nacionais tiveram de provar que são bons nas mais variadas condições. Teresa Bonvalot firma assim o seu primeiro grande passo no Surf Profissional e deixa-nos a todos com grandes e altamente promissoras expectativas. No caso de Vasco Ribeiro, é um retorno aos grandes resultados! É saudável para todo o surf nacional ver o Vasco fortíssimo. Espero que maiores conquistas venham a acontecer já num curto prazo.”

“Muito obrigado a todos os patrocinadores e parceiros pelo serviço que prestam ao Surf Nacional, aos surfistas em geral, pelo espectáculo que nos proporcionaram ao longo do ano todo, de Norte a Sul do país e, em particular, ao Vasco e à Teresa,”concluiu.