14 de abril de 2015

Veleiro argentino larga na frente no mundial de Soto 40

249955_490300_ss_soto40_2015_sd_2388

Foto: Marcos Mendez //

Mitsubishi Motors S40 World Championship reúne 11 embarcações de quatro nacionalidades em Florianópolis (SC).

As tripulações da flotilha de Soto 40 içaram suas velas para as duas primeiras regatas do Mitsubishi Motors S40 World Championship, que está sendo realizado em Florianópolis (SC). Sob sol, céu totalmente aberto e águas cristalinas, as equipes se enfrentaram em disputas bastante acirradas na raia de Jurerê.

Os veleiros partiram da sede oceânica do Iate Clube de Santa Catarina, e iniciaram as provas às 12h30. Foram duas regatas em barla sota com quatro pernas cada. Durante a competição, os ventos tiveram intensidade entre 9 e 10 nós, com direção sueste, típica da raia de Jurerê. Quem conseguiu aproveitar melhor essas condições foi o veleiro argentino Patagonia, que venceu as duas regatas do dia.

“Conseguimos fazer duas largadas muito boas. A equipe fez um trabalho perfeito, o barco se comportou bem e tivemos um pouco de sorte. Atingimos nossas expectativas e continuaremos com foco no trabalho nos próximos dias”, comemora o timoneiro do Patagonia Juan Grimaldi.

Para o argentino, o nível técnico da competição está muito elevado, por isso não é hora de relaxar. “Temos muito campeonato pela frente e não teremos descartes. Esse resultado nos deu vantagem, mas nada que tire o foco das próximas regatas”, completa Grimaldi.

Logo atrás do Patagonia, a equipe do Crioula, liderada pelo velejador olímpico Samuel Albrecht, terminou as duas regatas na segunda colocação. “Os dias que antecederam as provas foram muito importantes para treinarmos e colocarmos a equipe toda em sintonia. Conseguimos executar bem o plano traçado, a tripulação trabalhou bem e manteve o barco rápido durante todo o dia”, comemora.

As regatas ainda contaram com a presença de duas lendas vivas do esporte: Jochen Schümann, tricampeão olímpico pela Alemanha, que compete pela equipe EarlyBird, e Torben Grael, maior medalhista olímpico brasileiro, que comanda o veleiro Magia V/Energisa. Juntos, os dois atletas somam 9 medalhas, sendo cinco de ouro.