Os tipos de Skate

Andar em uma prancha sobre rodas começou a se tornar moda nos anos 60, na Califórnia, nos Estados Unidos, local famoso por suas ondas e por concentrar muitos surfistas.

Para continuar surfando até mesmo quando a maré estava baixa, as pessoas criaram uma alternativa que era utilizar uma prancha também no asfalto, e então surgiu o esporte que hoje é conhecido como skateboarding. O termo significa, literalmente, tábua de patins e, no começo, o skate era basicamente formado por uma prancha sobre quatro rodinhas. Com o passar do tempo, novas estruturas foram adicionadas para garantir maior estabilidade, maciez e eficiência nas curvas.

Embora todos os skates possuam esses pontos em comum, existem várias diferenças entre os modelos e suas práticas.

Skate Tradicional

Os skates tradicionais são constituídos principalmente pelo shape, a prancha na qual se apoia o pé, e os trucks, que são as peças que que fixam as rodas no shape e garantem também o desempenho nas curvas. Além disso, é nele também que se encaixa o amortecedor, responsável por amenizar os impactos na hora de saltar e realizar manobras. São ótimos para manobras nas pistas e para andar em ruas asfaltadas.

Longboards

Os longboards foram pensados para aqueles que, literalmente, querem surfar no asfalto. A principal diferença para o skate tradicional é que o shape e as rodas são maiores, fazendo com que se perca um pouco na agilidade dos movimentos, mas ganhe na estabilidade. Por causa disso, é bastante recomendado para aqueles que ainda estão aprendendo e não têm muita familiaridade com o esporte.

Waveboard

O waveboard é um tipo diferente de skate. A prancha possui um modelo mais largo nas extremidades e mais afinado no meio. Outra diferença é que o wave possui duas rodinhas ao invés de quatro. Todas essas peculiaridades fazem com que não seja preciso colocar o pé para impulsionar o skate: basta fazer movimentos com o corpo como se estivesse surfando no mar.

Long Speed

Esse modelo de shape é o contrário do waveboard: possui as extremidades mais estreitas e o meio mais largo. É ideal para descer grandes ladeiras, possui ótima estabilidade e é bastante rápido, permitindo alcançar grandes velociodades. Também é ótimo para percursos longos, pois é bastante ágil e requer menos esforço nas remadas.

Agora que você já conhece a diferença entre os skates, conheça aqui os principais nomes desse esporte.