Volvo Ocean Race

Foto 1: IAN ROMAN/Volvo Ocean Race , Fotos 2 e 3: Divulgação   //

Volvo Ocean Race: a Copa do Mundo da Vela chegando ao Sul do País em 2015.

 

A próxima edição da Volvo Ocean Race será a 12ª do evento de 40 anos. E o Brasil quase sempre está presente nessa festa. Mas, desde 2012, um novo local se transformou em porto para receber os principais velejadores do mundo: Itajaí, em Santa Catarina. A cidade fez tanta festa e mostrou capacidade de organização que os gringos resolveram voltaram em 2015. Na muito diferente do caderno de encargos exigido pela Fifa na Copa do Mundo de Futebol e pelo COI nas Olimpíadas de 2016.

A Volvo Ocean Race é um evento de vela e disputado durante nove meses. Equipes de vários países enfrentam os mais perigosos mares, dificuldades a bordo, sol, frio, tempestade e outros desafios de tirar o fôlego. Tudo começou em 1973, quando a Volta ao Mundo era conhecida como Whitbread Round the World Race.

A regata nessa temporada começa em 4 de outubro de 2014, com a In-Port Race, uma regata curta para apresentar os times. O primeiro ato será em Alicante, na Espanha. A última Regata do Porto será no dia 27 de junho de 2015, em Gotemburgo, na Suécia, casa da Volvo. A regata terá 38.739 milhas náuticas de distância. Da Espanha, os barcos descem para a Cidade do Cabo (África do Sul) e depois para Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), Sanya (China), Auckland (Nova Zelândia), Itajaí (Brasil), Newport, Rhode Island (Estados Unidos), Lisboa (Portugal) e Lorient (França). Um pit-stop de 24 horas em Haia (Holanda) está programada entre a França e a Suécia.

Seis times confirmaram que irão disputar a edição de 2014-15 até agora. O primeiro foi o Team SCA, que apoiará uma tripulação só de mulheres. O técnico das meninas é o brasileiro Joca Signorini, que foi campeão da VOR em 2008-09 junto com Torben Grael. A última vez que uma equipe 100% feminina correu foi na edição 2001-02.

O segundo barco confirmado foi o do Abu Dhabi Ocean Racing, comandando pelo medalhista olímpico Ian Walker. O time é apontado como um dos favoritos, pois correu na edição passada e quer faturar dessa vez

A China volta a ter uma equipe na regata com o time Dongfeng Race Team bancado pela montadora Dongfeng Commercial Vehicle em parceria com OC Sport, empresa de marketing esportivo. Os chineses serão liderados pelo francês Charles Caudrelier e terá quatro asiáticos no time, um recorde para a prova.

O Team Brunel, da Holanda, foi o quarto confirmado. Bouwe Bekking terá uma tripulação experientes para mostrar que os laranjas têm tradição na modalidade.

O Team Alvimedica, com as bandeiras de Turquia e EUA, terá um destaque especial. A equipe é formada por velejadores de até 30 anos. A regra da regata obriga colocar pelo menos dois, mais o Alvimedica vai com o time todo.

Sede da Volvo Ocean Race, a Espanha não poderia ficar de fora da regata. O barco terá os campeões olímpicos Iker Martinez e Xabi Fernández na tripulação. O patrocinador do barco ainda não foi definido, mas o empresário Pedro Campos, um dos principais patronos da vela mundial, confirmou a campanha espanhola na edição 2014-15.

Barcos

As duas próximas edições da Volvo Ocean Race serão disputadas com barcos de alto desempenho. Os novos modelos, chamados de Volvo Ocean 65, foram projetados por Farr Yacht Design e construídos por um consórcio de estaleiros do Reino Unido, França, Itália e Suíça.

O novo monocasco de 65 pés (19,8 metros) será de design único e as equipes receberão os veleiros prontos para as regatas. Os modelos são equipados com a mais recente tecnologia via satélite. As imagens em vídeo serão enviadas pelo repórter que viajará com as tripulações, o chamado tripulante de mídia, que faz parte da Volvo Ocean Race desde a edição 2008-09.

A edição anterior da Volvo Ocean Race começou em outubro de 2011 em Alicante, na Espanha e foi vencida pelo Groupama Sailing Team, comandado por Franck Cammas. A festa terminou em Galway, na Irlanda, em julho de 2012.

Brasil na VOR

O relacionamento do Brasil com a Volvo Ocean Race ocorre desde a primeira edição em 1973-74, quando o Rio de Janeiro sediou a Whitbread Round the World Race. A Cidade Maravilhosa repetiu a dose na edição seguinte 1977-78. Mais de 20 anos sem vir ao Brasil, a regata teria novamente o Rio de Janeiro entre as cinco paradas na edição 1997-98, mas houve uma mudança de ideia e São Sebastião, no litoral Norte de São Paulo, sediou a festa.

Foi apenas em 2001-02 que a clássica parada do Rio de Janeiro retornou ao calendário, agora com o nome de Volvo Ocean Race. Desde então, o Brasil sempre está na lista das cidades-sede. Em 2005-06 e 2008-09, o Rio de Janeiro mais uma vez organizou a única parada da América do Sul. Itajaí, em Santa Catarina, assumiu o desafio na edição 2011-12 do evento e foi responsável por uma das mais visitadas paradas da história da Volta ao Mundo.

Vitória brasileira na edição 2008-09

Torben Grael entrou para a história da modalidade e para o esporte brasileiro sendo o primeiro comandante do País a vencer a Volvo Ocean Race. Em 2008-09, liderando o sueco Ericsson 4, Grael e seus tripulantes venceram praticante de ponta a ponta a Volta ao Mundo.

Na edição anterior, o Brasil 1 foi o único barco da América do Sul na Volvo Ocean Race e se deu bem. Liderado por Torben Grael, o time pegou o terceiro lugar no pódio.

Paradas brasileiras na Volvo Ocean Race:

1973-74: Portsmouth – Cidade do Cabo – Sydney – Rio de Janeiro – Portsmouth

1977-78: Portsmouth – Cidade do Cabo – Auckland – Rio de Janeiro – Portsmouth

1997-98: Southampton – Cidade do Cabo – Sydney – Auckland – São Sebastião – Fort Lauderdale – Baltimore/Annapolis-La Rochelle – Southampton

2001-02: Southampton – Cidade do Cabo – Sydney – Auckland – Rio de Janeiro – Miami – Baltimore/Annapolis – La Rochelle – Gothenburg – Kiel

2005-06: Vigo – Cidade do Cabo – Melbourne – Wellington – Rio de Janeiro – Baltimore/Annapolis – New York –Portsmouth – Rotterdam – Gotemburgo

2008-09: Alicante – Cidade do Cabo – Cochin – Singapore – Qingdao – Rio de Janeiro – Boston – Galway – Gotemburgo – Stockholm – St Petersburg

2011-12: Alicante – Cidade do Cabo – Abu Dhabi – Sanya – Auckland – Itajaí – Miami – Lisboa – Lorient – Galway

2014-15: Alicante – Cidade do Cabo – Abu Dhabi – Sanya – Auckland – Itajaí – New Port – Lisboa – Lorient – Gotemburgo

Velejadores brasileiros na Volvo Ocean Race

Horácio Carabelli 2005-06 Brasil 1 2008-09 Ericsson 4

Kiko Pellicano 2005-06 Brasil 1

Fernando Peres 1981-82 La Barca Laboratorio

Joca Signorini 2005-06 Brasil 1 2008-09 Ericsson 4 2011-12 Team Telefónica

Marcelo Ferreira 2005-06 Brasil 1

André ‘Bochecha’ Fonseca 2005-06 Brasil 1 2008-09 Delta Lloyd

Torben Grael

1997-98 Innovation Kvaerner

2005-06 Brasil 1

2008-09 Ericsson 4

 Lucas Brun 2005-06 ABN AMRO TWO