18 de maio de 2017

Depois da bio, Mineirinho ganha documentário definitivo

Adriano de Souza

Foto: Divulgação //

Em 30 minutos, “Ride to the Roots” relembra pessoas, situações e histórias essenciais na vida do surfista brasileiro, complementando a biografia lançada também neste mês.

Maio de 2017 será um mês marcado para sempre na história de Adriano de Souza, o Mineirinho. Além do título do Oi Rio Pro, que é sempre especial, o campeão mundial de 2015 e melhor brasileiro do ranking atual também lançou dois grandes projetos de sua carreira ‘extra-praia’: a biografia em conjunto com a jornalista Márcia Vieira no início do mês e o documentário definitivo, produzido pela Red Bull TV.

Toda criança planeja o futuro quando ouve a pergunta “o que você quer ser quando crescer”, certo? Com Mineirinho não foi diferente: ele queria se tornar surfista profissional e, um dia, ser campeão mundial. Sabendo disso, seu irmão lhe deu de presente sua primeira prancha, que custou sete dólares – valor alto para a época. Aos oito anos começou a surfar e, desde então, nunca mais deixou o mar, até alcançar o objetivo maior de sua carreira. No caminho, passou por momentos e conheceu pessoas que foram essenciais nessa trajetória, parte integrante da série “Ride to the Roots”, que também retratará o caminho de outros grandes atletas.

Depois de dez anos participando do campeonato mundial de surf, Adriano de Souza conquistou o tão almejado título. Ao sair da água, já campeão mundial, um filme passou pela sua cabeça: a primeira prancha, comprada pelo irmão, a infância em um bairro pobre do Guarujá, as etapas vencidas, as viagens feitas, o pedido de casamento feito à namorada, a casa comprada em Florianópolis (SC), a perda do amigo Ricardo dos Santos, entre outros momentos e pessoas importantes.

Esse filme mental é, de certa forma, retratado em um episódio da série “Ride to the Roots”, que mostra Adriano relembrando essas e outras passagens e revisitando lugares que fizeram parte de sua história. Ele passa por locais como seu bairro no Guarujá, a Guarda do Embaú, onde Ricardinho morava, e Florianópolis, onde escolheu se estabelecer. “Se não fosse por minhas raízes, eu com certeza não estaria aqui. Tudo que sei da vida, veio dali”, ressalta o atleta.

Em 2015, Adriano passou mais de 200 dias do ano se dedicando aos treinamentos para alcançar seu objetivo de ser campeão mundial. Preparação física, treinos na água e escolha de pranchas também estão presentes no programa, representando o lado esportivo e profissional da trajetória do surfista.

Com o grande troféu em mãos há mais de um ano, Adriano de Souza continua buscando novos desafios. Em 30 minutos, “Ride to the Roots”, por fim, mostra o que continua inspirando o atual campeão mundial, concluindo que toda a trajetória do atleta não é uma história comum do surf, mas uma jornada de vida que vai além do esporte profissional.

O episódio sobre Adriano de Souza, assim como o resto da série, está disponível com legendas em português, no site da Red Bull TV.